14:08 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes participam de um protesto contra o estupro de uma menina de oito anos em Kathua, perto de Jammu, e uma adolescente em Kolkata, na Índia.

    Índia: Condenados a pagar fiança por estupro se revoltam e incendeiam vítima

    © REUTERS / Rupak De Chowdhuri
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6011

    A polícia prendeu 14 homens neste sábado (5) depois que uma adolescente foi estuprada e queimada viva em sua casa no leste da Índia, no último caso de violência sexual do país.

    A jovem de 16 anos foi raptada de sua casa quando sua família estava participando de um casamento e estuprada em uma área florestal do estado de Jharkhand na quinta-feira, disse um policial local.

    A família reclamou com o conselho da aldeia, que na sexta-feira ordenou que dois homens acusados ​​fizessem 100 abdominais e pagassem uma multa de 50 mil rúpias (US$ 750).

    Os conselhos de moradores locais costumam resolver disputas, ignorando o longo e caro sistema judicial da Índia. Embora não possuam peso legal, exercem enorme influência sobre a vida rural.

    A polícia disse que a punição enfureceu os homens, que espancaram os pais da menina antes de incendiá-la.

    "Os dois acusados ​​espancaram os pais e correram para a casa onde incendiaram a menina com a ajuda de seus cúmplices", disse à AFP Ashok Ram, o oficial encarregado da delegacia de polícia local.

    Ram disse que eles prenderam 14 homens até agora, embora o principal suspeito ainda esteja foragido.

    O ministro-chefe do Jharkhand, Raghubar Das, disse que ficou chocado com o "incidente horrível" e pediu uma ação rigorosa contra os culpados.

    Na sexta-feira, um homem de 55 anos supostamente cometeu suicídio depois de ser acusado de estuprar uma menina de nove anos no sul do Estado de Andhra Pradesh, informou o Press Trust of India.

    Protestos foram realizados em todo o país desde que detalhes horríveis surgiram no mês passado sobre uma menina de oito anos que foi estuprada e assassinada em Jammu e na Caxemira.

    Cerca de 40.000 casos de estupro foram relatados em 2016, mas este número pode ser muito maior. 

    Mais:

    Índia não deve ceder às provocações americanas em relação à China, diz analista
    Xi Jinping: laços com a Índia contribuem para o progresso mundial e multipolaridade
    China e Índia preferem resolver diferenças com 'maturidade e sabedoria'
    Rússia nega ter sido informada sobre saída da Índia do projeto comum do caça de 5ª geração
    Tags:
    Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik