17:54 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente do COI sobre esporte russo

    COI se dispõe a ajudar na promoção das conversações de paz entre Coreia do Sul e do Norte

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    302

    O Comitê Olímpico Internacional (COI) está pronto para ajudar a Coreia do Sul e Norte a promover as negociações de paz, apoiando os atletas. Quem afirma é o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, em uma entrevista coletiva após a reunião do Conselho Executivo do COI.

    "Este momento olímpico está acontecendo agora. E os políticos agora usaram esse momento para iniciar negociações pacíficas na península coreana e têm a intenção de realizar novas cúpulas, incluindo uma reunião com os EUA. Nós, do lado do COI, também estamos prontos para acompanhar essas negociações de paz, a pedido da Coreia do Sul e do Norte, inclusive ajudando os atletas", disse ele.

    Bach destacou que conta com a continuação do desenvolvimento das iniciativa de paz, que pode levar a uma situação pacífica na península coreana.

    Os presidentes das Coreias se reuniram no dia 27 de abril. A cúpula foi organizada no território da Coreia do Sul, no povoado fronteiriço de Panmunjom, que faz parte da zona desmilitarizada.

    O encontro dos dois líderes terminou com a aprovação de uma declaração conjunta em que os países anunciaram intenção de desnuclearizar completamente a península coreana, bem como melhorar as relações bilaterais, buscando prosperidade e reunificação pacífica. 

    Mais:

    Coreia do Norte enviará recursos para construir uma ponte na fronteira com Rússia
    Coreia do Norte teria concordado com inspeção nuclear e eliminação de mísseis
    Trump insinua que 3 norte-americanos presos na Coreia do Norte serão libertados
    Trump: abandonar acordo com Irã enviaria 'mensagem correta' para Coreia do Norte
    Tags:
    península coreana, negociações de paz, Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik