09:15 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Militar norte-americano na base aérea de Osan na Coreia do Sul (foto de arquivo)

    Seul descarta retirada de tropas norte-americanas e explica por que devem permanecer

    © AFP 2018/ JUNG YEON-JE
    Ásia e Oceania
    URL curta
    26728

    O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, descartou categoricamente a possibilidades de retirada das tropas norte-americanas, instaladas no país, caso o tratado de paz com Coreia do Norte seja celebrado, comunicou a agência Yonhap, citando um representante oficial da administração presidencial sul-coreana.

    "As Forças Armadas dos EUA na Coreia compreendem uma questão de relações amistosas entre a Coreia do Sul e os EUA e elas não têm nada a ver com a celebração do tratado de paz", afirmou o representante oficial sul-coreano, que preferiu manter anonimato.

    De acordo com a edição, a fonte da administração presidencial revelou que "conforme a ponto de vista do governo sul-coreano, as Forças Armadas dos EUA desempenham função de mediador com os fortes vizinhos do país, tais como a China e o Japão".

    A retirada de 28 mil militares norte-americanos, instalados na Coreia do Sul, foi discutida no encontro de Moon Jae-in com seu homólogo norte-coreano, Kim Jong-un.

    Os presidentes das Coreias se reuniram no dia 27 de abril. A cúpula foi organizada no território da Coreia do Sul, no povoado fronteiriço de Panmunjom, que faz parte da zona desmilitarizada.

    O encontro dos dois líderes terminou com a aprovação de uma declaração conjunta em que os países anunciaram intenção de desnuclearizar completamente a península coreana, bem como melhorar as relações bilaterais, buscando prosperidade e reunificação pacífica. 

    Mais:

    Trump: abandonar acordo com Irã enviaria 'mensagem correta' para Coreia do Norte
    Chefe da diplomacia chinesa aceita convite e visitará a Coreia do Norte
    EUA: Para reverter sanções, Coreia do Norte deverá destruir todas suas armas nucleares
    Tags:
    retirada, tropas, Kim Jong-un, Moon Jae-in, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik