23:13 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Donald Trump durante um encontro com o emir sheikh Tamim bin Hamad al-Thani em 10 de abril de 2018 em Washington

    Trump infla resultado diplomático com a Coreia do Norte

    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Ásia e Oceania
    URL curta
    13101

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou de maneira errada neste domingo (22) que a Coreia do Norte aceitou abrir mão de suas armas nucleares. Às vésperas de um aguardado encontro com seus vizinhos da Coreia do Sul, Pyongyang aceitou, na verdade, interromper seus exercícios de mísseis balísticos e fechar um local de testes.

    Trump, todavia, escreveu no Twitter que a Coreia do Norte "concordou com a desnuclearização (tão boa para o mundo), o fechamento do local de testes, e não fazer mais testes!". 

    Kim Jong-un, todavia, afirmou que as armas nucleares seguem como uma "espada preciosa".

    Coreia do Norte e Coreia do Sul terão um encontro bilateral no dia 27 de abril. O encontro será na zona desmilitarizada na fronteira entre os países. Em tese, Pyongyang e Seul estão ainda em guerra já que nunca houve a assinatura de um armistício após a Guerra da Coreia (1950 e 1953).

    Trump concordou em se encontrar com Kim depois que um convite foi entregue por uma delegação sul-coreana que acabara de retornar de Pyongyang.

    "Eu disse ao presidente Trump que, em nosso encontro, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse estar comprometido com a desnuclearização", disse o assessor de segurança nacional da Coreia do Sul. "Kim prometeu que a Coreia do Norte vai se abster de qualquer teste nuclear ou de mísseis."

    Ainda não há uma data ou local definido para o encontro entre o presidente dos Estados Unidos e Kim Jong-un.

    Mais:

    Trump sobre a Coreia do Norte: 'Estamos longe de uma conclusão'
    Mídia: conselheiros de Trump consideram novo rumo da Coreia do Norte como 'armadilha'
    'O que a Coreia do Norte quer é garantia de segurança dos EUA', diz especialista
    ONU: Caminho está aberto para desnuclearização na Coreia do Norte
    Ataque à Síria enviou mensagem para a Coreia do Norte, afirma ministro japonês
    Japão diz que promessa da Coreia do Norte sobre fim de testes é insuficiente
    Tags:
    Donald Trump, Kim Jong-un, Estados Unidos, Península da Coreia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik