01:17 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Marinheiro britânico perto do navio de guerra HMS Albion

    Reino Unido envia 3º navio de guerra para costa norte-coreana

    © AP Photo / Alvaro Barrientos
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10815

    Países ocidentais e seus principais aliados asiáticos enviaram forças navais a áreas, incluindo ao mar Amarelo, para garantir embargo comercial imposto à Coreia do Norte pelo Conselho de Segurança da ONU sobre seus programas nucleares e de mísseis.

    O navio anfíbio HMS Albion com comandantes da Marinha a bordo navega para as águas da costa norte-coreana para impor sanções da ONU e para participar de exercícios conjuntos com aliados regionais da Grã-Bretanha, informou o Independent.

    O Albion se juntará à fragata da Marinha Real, HMS Sutherland, que já está instalada na área.

    O Ministério da Defesa britânico disse que outro navio de guerra, o HMS Argyll, será enviado para a região no fim deste ano para uma série de exercícios conjuntos com a Austrália, Malásia, Nova Zelândia e Singapura.

    Os navios de guerra vão monitorar o comércio marítimo proibido para a Coreia do Norte, que o Ocidente suspeita estar financiando o programa nuclear e de mísseis de Pyongyang.

    Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU proíbe transferências entre navios de mercadorias destinadas à capital norte-coreana, Pyongyang, mas algumas embarcações burlam as sanções.

    Crise norte-coreana

    As tensões em torno do programa nuclear da Coreia do Norte se mantiveram elevadas durante o ano passado em meio a testes nucleares e balísticos de Pyongyang, violadores das resoluções de segurança da ONU.

    Como medida de resposta, o conselho introduziu várias sanções contra o país norte-coreano a fim de impedir o desenvolvimento de seu programa nuclear.

    O Conselho de Segurança da ONU apresentou suas mais recentes sanções econômicas contra a Coreia do Norte em dezembro de 2017, que proíbem a exportação de alimentos, produtos agrícolas, máquinas, equipamentos elétricos, e proíbem o país de vender ou de transferir direitos de pesca.

    A resolução também reforçou as medidas relativas ao fornecimento, venda ou transferência para a Coreia do Norte de todos os produtos petrolíferos refinados.

    A Rússia, entretanto, tem procurado maneiras de acabar com a crise coreana.

    Durante reunião em Moscou no mês passado, o chanceler russo, Sergei Lavrov, e o chefe do Escritório de Segurança Nacional da Coreia do Sul, Chung Eui-yong, concordaram em se unir para encontrar maneiras de resolver a crise na dividida península coreana e para garantir o sucesso das próximas reuniões entre os líderes do Sul e do Norte, bem como tão esperado encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un.

    Mais:

    Opinião: Marinha britânica enfrenta 2 grandes problemas
    Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido
    Tags:
    mar, força naval, navio de guerra, norte-coreanos, Conselho de Segurança da ONU, Pyongyong, Reino Unido, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik