03:14 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, durante um evento em Pyongyang

    UE tem realizado negociações nucleares 'secretas' com Pyongyang?

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    220

    Uma delegação parlamentar da União Europeia tem realizado negociações secretas com a Coreia do Norte durante os últimos três anos, segundo revelou o negociador principal em 14 de março, de acordo com a mídia britânica.

    "Fiz muita advocacia secreta com os meus colegas. Mas só agora é que revelo os nossos esforços em meio às negociações propostas", disse o parlamentar britânico Nirj Deva, citado pelo diário The Telegraph.

    O anúncio chega menos de uma semana depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ter acordado em se encontrar com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, até maio para discutir a desnuclearização da península coreana, naquele que será o primeiro encontro entre o líder norte-coreano e o presidente atual dos EUA.

    Deva disse que a delegação da UE tem apelado a Pyongyang para sentar à mesa de negociações sem pré-condições. Os legisladores europeus teriam se encontrado com os norte-coreanos, incluindo com ministros, mais de uma dúzia de vezes, e estavam planejando mais uma reunião em Bruxelas brevemente.

    Anteriormente, o chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, sublinhou a importância dos esforços internacionais visando resolver a crise na península coreana.

    Federica Mogherini frisou que as negociações futuras entre Kim Jong-un e Donald Trump poderiam contribuir para uma solução diplomática do assunto nuclear na região.

    Mais:

    Coreia do Norte presta homenagem a seus mísseis balísticos (FOTO)
    Seul quer contribuição da Rússia nas negociações de paz da península coreana
    Ex-oficial dos EUA revela como o encontro entre Trump e Kim pode ser um fracasso
    Tags:
    diplomacia, condições, segredo, negociações, Federica Mogherini, Kim Jong-un, Donald Trump, União Europeia, Península da Coreia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik