01:37 18 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano, Kim Jong-un (segundo da direita), em um lugar não revelado na Coreia do Norte

    Será que Coreia do Norte concordará em abandonar seu programa nuclear?

    © AP Photo / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2186

    A Sputnik Internacional falou com Tong Zhao, colaborador do programa de política nuclear no Centro Carnegie para a Paz Internacional, em Pequim.

    Depois das tensões nucleares entre a Coreia do Norte e os EUA terem aumentado no início do mandato do presidente norte-americano Donald Trump, em 2018 parece que há sinais de algum melhoramento nas relações entre os dois países.

    Após o encontro entre as delegações de ambas as Coreias em Pyongyang na terça-feira (6), o governo sul-coreano declarou que a Coreia do Norte pode potencialmente estar disposta a realizar negociações com os EUA em relação à desnuclearização, se Washington garantir a futura segurança do governo de Kim Jong-un.

    Contudo, o analista não acha que haja chances de Pyongyang concordar com a desnuclearização. "Se lermos o que a Coreia do Sul disse sobre as obrigações do Norte, podemos ver que a política norte-coreana não difere muito da de dois anos atrás. Basicamente, o que a Coreia do Norte disse foi que ela não sente mais a necessidade de possuir armas nucleares se a ameaça de segurança dos EUA for completamente eliminada e se a segurança nacional da Coreia do Norte for completamente garantida."

    Mas, opina, para os EUA será extremamente difícil convencer a Coreia do Norte de que terá garantias de segurança. Para que a Coreia do Norte se sinta segura, o país poderá necessitar que os EUA retirem completamente as suas tropas do Sul e até pode exigir que os EUA rompam relações com Seul.

    "Não acho que tudo isso seja possível no próximo futuro, mas a Coreia do Norte poderia oferecer a suspensão dos testes nucleares e de mísseis, na medida em que os EUA acordem negociar," disse na entrevista à Sputnik Internacional.

    Tong Zhao também frisou que os EUA e Coreia do Sul têm visões muito diferentes em relação ao Norte. Por exemplo, Washington quer resolver o problema norte-coreano de uma vez por todas e não quer aceitar que o país possua capacidades nucleares.

    Por sua vez, a Coreia do Sul considera irrealista que Pyongyang desnuclearize a península coreana por completo no futuro próximo. Além do mais, Seul contenta-se com pequenas concessões da Coreia do Norte, algo que no futuro poderia levar a mudanças mais radicais.

    Mais:

    'EUA sempre foram os primeiros a violar os acordos de desnuclearização com Pyongyang'
    Enviado sul-coreano visitará EUA com 'mensagem misteriosa' da Coreia do Norte
    Trump atribui a si próprio mérito por iniciativa de paz da Coreia do Norte
    Tags:
    conflito, teste nuclear, armas nucleares, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik