23:43 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    743
    Nos siga no

    A cúpula será realizada na aldeia de Panmunjom, a sul da fronteira entre as duas Coreias, informou a agência Yonhap.

    A cúpula será realizada na aldeia de Panmunjom, a sul da fronteira entre as duas Coreias, informou a agência Yonhap.

    O representante da Coreia do Sul disse hoje (6) depois do encontro com o líder norte-coreano Kim Jong-un em Pyongyang, que dois países acordaram realizar uma cúpula em abril.

    "O Sul e o Norte acordaram realizar a terceira cúpula em Panmunjom no fim de abril", disse Chung Eui-yong, conselheiro de segurança nacional sul-coreano, referindo-se à aldeia junto da fortificada fronteira entre os dois países onde foi assinado o armistício de 1953.

    O líder norte-coreano expressou a sua vontade de iniciar o diálogo com os EUA para normalizar as relações bilaterais e começar consultas sobre desnuclearização, informou a assessoria de imprensa da presidência sul-coreana.

    O presidente Donald Trump e líder norte-coreano Kim Jong Un
    © AP Photo / Evan Vucci, Wong Maye-E, File
    Segundo o conselheiro, Pyongyang apontou que não precisará das armas nucleares se o país receber garantias de segurança e não for ameaçado por uma invasão externa. Além disso, as autoridades norte-coreanas prometeram não realizar testes nucleares e lançamentos de mísseis balísticos durante as negociações.

    A Coreia do Norte assumiu o compromisso de não usar armas nucleares nem armas convencionais contra o Sul em troca de garantias de segurança.

    A disposição foi expressa por Pyongyang durante a visita de dois dias de uma delegação governamental sul-coreana à Coreia do Norte. As duas Coreias decidiram estabelecer uma linha telefônica direta entre seus líderes destinada às consultas e diminuição da tensão militar. 

    Tags:
    relações bilaterais, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar