08:04 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Voluntários caminham ao lado dos anéis olímpicos no resort Alpensia em Pyeongchang, Coreia do Sul

    Comitê Organizador das Olimpíadas diz que interrompeu propagação do surto de norovirus

    © REUTERS / Fabrizio Bensch
    Ásia e Oceania
    URL curta
    110

    O Comitê Organizador das Olimpíadas de Inverno na Coreia do Sul anunciou que conseguiu prevenir a propagação da infecção pelo norovírus, que causa dor abdominal, vômitos e diarréia.

    O número de casos de infecção por norovírus nas Olimpíadas aumentou para 275, de acordo com o comitê. O Ministério da Saúde da Coreia do Sul está trabalhando para garantir a prevenção da doença.

    O Comitê também informou que 243 pessoas já se recuperaram da doença, incluindo os esquiadores suíços Fabian Boesch e Elias Ambuehl, que foram excluídos da equipe por causa da infecção.

    O norovírus é uma doença altamente contagiosa, transmitida através de alimentos, água e contatos pele a pele. Os sintomas geralmente ocorrem em 24-48 horas após a infecção. A prevenção se dá lavando as mãos antes da ingestão de alimentos, bebendo água engarrafada ou fervida e lavando frutas e vegetais antes do consumo.

    A doença geralmente provoca vômitos, diarreia e dor de estômago insuportável, e é conhecida por causar milhares de mortes por ano em todo o mundo.

    Mais cedo, a mídia local denunciou que o surto de norovírus poderia estar relacionado com a distribuição de água contaminada. 

    Tags:
    diarreia, infecção, vírus, norovírus, Ministério da Saúde da Coreia do Sul, Comitê Organizador PyeongChang 2018, Fabian Boesch, Elias Ambuehl, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik