03:10 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados sul-coreanos perto da zona desmilitarizada na fronteira com a Coreia do Norte

    Coreia do Sul detém desertora norte-coreana que enviava arroz a Pyongyang

    © AFP 2019 / JUNG YEON-JE
    Ásia e Oceania
    URL curta
    414
    Nos siga no

    A detida havia desertado da Coreia do Norte em 2011, mas planejava voltar a seu país para se reunir com o filho.

    Na cidade sul-coreana de Suwon a polícia deteve uma mulher após esta ter enviado cerca de 130 toneladas de arroz ao Ministério da Segurança do Estado norte-coreano, informou a agência Yonhap.

    O valor total do arroz fornecido está estimado em 105 milhões wons sul-coreanos, o equivalente a 97 mil dólares (R$ 313 mil). A mulher de 49 anos já havia realizado duas entregas de arroz à Coreia do Norte através de um intermediário na China. A acusada foi detida após transferir 80 milhões de wons (R$ 242 mil) a um intermediário chinês para enviar mais uma entrega de arroz à Coreia do Norte.

    Segundo os dados da polícia, a detida fugiu da Coreia do Norte em 2011 e queria regressar ao seu país para se reunir com o filho. De acordo com os dados de investigação, ela entrou em contato com os serviços de inteligência norte-coreanos no início do ano passado.

    Nos últimos anos a Coreia do Norte vem desenvolvendo mísseis balísticos intercontinentais e ogivas nucleares, como resposta à “ameaça por parte dos EUA”. As sanções cada vez mais duras da ONU não levaram ao encerramento do programa nuclear e de mísseis do país. 

    Além das sanções internacionais, a Coreia do Sul adotou uma série de restrições unilaterais para obrigar Pyongyang a abandonar programa de armas nucleares.

    Mais:

    Mattis alerta: Rússia, China e Coreia do Norte tiveram desenvolvimento nuclear em 8 anos
    Tags:
    inteligência, detenção, polícia, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar