08:36 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    HMS Sutherland (foto de arquivo)

    Londres envia navio de guerra ao disputado mar do Sul da China

    © Foto: Vicki Benwell, Royal Navy
    Ásia e Oceania
    URL curta
    221231

    O secretário de Estado da Defesa do Reino Unido anunciou sobre o envio de uma embarcação do país ao mar do Sul da China, sendo este um dos pontos mais quentes no Sudeste Asiático.

    Gavin Williamson, secretário de Estado da Defesa, anunciou que uma das fragatas do país, HMS Sutherland, vai passar pelas águas do mar do Sul da China para assegurar o direito de livre navegação.

    Atualmente, a fragata antissubmarino HMS Sutherland da Marinha Real britânica se encontra com uma visita na Austrália, onde a embarcação permanece desde o início da semana.

    Enquanto isso, Williamson não especificou se o navio vai passar perto das ilhas controladas pela China – um ato geralmente praticado pelos EUA, o que por sua vez causa muitas críticas por parte de Pequim.

    O mar do Sul da China é considerado uma área estratégica economicamente importante, atravessada por vias marítimas importantes, com potenciais fontes de petróleo, gás e outros recursos minerais. O mar está sendo disputado entre vários países da região. Pequim está fortalecendo suas posições na zona por meio de construção de ilhas artificiais em torno das Ilhas Spratly.

    Os EUA vêm agravando as tensões em torno da situação efetuando na região patrulhamento e manobras em conjunto com seus aliados. De acordo com Washington, suas ações visam assegurar a liberdade de navegação, enquanto Pequim as qualifica como atos de violação da sua soberania.

    Mais:

    China estaria aumentando presença no mar do Sul da China com 'resultados impressionantes'
    Pequim vai lançar 10 satélites para monitoramento do disputado Mar do Sul da China
    Força Aérea chinesa realiza manobras militares no mar Amarelo e no mar da China Oriental
    Tags:
    fragata, navio de guerra, Gavin Williamson, Mar do Sul da China, China, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik