08:13 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento do míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-15

    Parlamentar russo prevê repetição de testes nucleares de Pyongyang

    © AP Photo / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2161
    Nos siga no

    O presidente do Comitê de Assuntos Exteriores da Câmara Alta do parlamento russo, Konstantin Kosachev, revelou a Sputnik durante sua visita ao Japão que existe uma grande probabilidade que a Coreia do Norte faça um novo teste nuclear e destacou a importância de parar a escalada de tensão na península coreana.

    "Acredito que esta tendência [aumento do número de testes nucleares] existirá enquanto continuar a ameaça de ingerência nos assuntos internos da Coreia do Norte", respondeu o parlamentar ao ser perguntado sobre a possibilidade de novos testes no quadro do melhoramento das relações entre as duas Coreias.

    Kosachev acrescentou que o sistema antimíssil que o Japão está desenvolvendo, a aquisição do sistema de defesa Aegis Ashore, e as declarações "irresponsáveis" do presidente norte-americano, Donald Trump, sobre o acordo nuclear com o Irã preocupam a Coreia do Norte e são parte de uma estratégia para resolver o conflito de que não se pode esperar resultados.

    O parlamentar russo acredita que o fato de não se respeitar o acordo nuclear iraniano dá razões a Coreia do Norte para se defender, com todos os seus recursos, de ingerências externas continuando com seu programa nuclear.

    O senador insistiu que acabar com a espiral de tensão na península coreana só é possível se todas as partes oferecerem garantias mútuas:

    "Por um lado, uns devem renunciar a seu programa nuclear e, por outro, os outros devem renunciar a suas tentativas de ingerência nos assuntos internos da Coreia do Norte como garantia de respeito pela soberania do país. Se não, a espiral irá se acentuar", disse Kosachev à Sputnik Japão.

    O problema norte-coreano entrou na lista dos discutidos durante a visita de Kosachev ao Japão e nos encontros entre representantes do Conselho da Federação russo e da chancelaria japonesa.

    O diplomata russo observou que as estratégias do Japão e da Rússia para resolver o problema diferem, mas suas posições coincidem em que as ações de Pyongyang são uma ameaça para a segurança internacional.

    Mais:

    Diplomacia deve 'impor razão' à Coreia do Norte, diz secretário de Defesa dos EUA
    Rússia diz que não precisa respeitar as sanções dos EUA contra Coreia do Norte
    Coreia do Norte quer poder de disparar vários mísseis nucleares ao mesmo tempo, diz CIA
    Tags:
    segurança, testes de mísseis, teste nuclear, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar