02:57 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Militares dos EUA e Coreia do Sul seguram bandeira dos Jogos Olímpicos de 2018 durante treinamentos conjuntos em Pyeongchang

    Coreia do Norte acerta envio de delegação de 22 atletas para Olimpíadas no Sul

    © AP Photo / Ahn Young-joon
    Ásia e Oceania
    URL curta
    340

    Acordo entre as duas Coreias irá permitir que 22 atletas da Coreia do Norte participem dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

    Seul e Pyongyang também acertaram que irão concorrer com uma equipe conjunta de hóquei no gelo feminino e irão participar do desfile de abertura sob a mesma bandeira. 

    "Tal acordo pareceria impossível apenas algumas semanas atrás", disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, após reunião de quase três horas com as Coreias.

    Bach esteve acompanhado de representantes dos Governos de Seul e Pyongyang, mas apenas o ministro dos Esportes da Coreia do Sul, Do Jong-hwan, falou. Ele classificou o acordo alcançado como "muito importante para a península da Coreia".

    A Coreia do Norte também terá representantes na patinação artística, patinação de velocidade curta, esqui alpino e esqui cross-country. Além dos 22 atletas, 24 membros da comissão técnica e 21 jornalistas do país de Kim Jong-un irão para as Olimpíadas, que ocorre entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

    Mais:

    Coreia do Norte acusa os EUA de treinar tropas para lutar em túneis durante invasão
    EUA garantem apoio militar à Coreia do Sul em caso de agressão por parte de Pyongyang
    Congressistas dos EUA alertam Casa Branca quanto aos riscos de guerra na Coreia do Norte
    'Rússia ajuda Coreia do Norte a se esquivar às sanções'
    Cientistas americanos calcularam o número de ogivas nucleares da Coreia do Norte
    Trump diz que situação na Coreia do Norte 'dificilmente será resolvida de forma pacífica'
    Quem tem o maior botão? Coreia do Norte chama Trump de 'lunático' e 'cão raivoso'
    Tags:
    COI, Thomas Bach
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik