13:50 23 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    A companhia chinesa fabricante de automóveis, Guangzhou Automobile Group Co. (GAC), está mudando o nome de seu carro Trumpchi para evitar potenciais associações com o presidente norte-americano, Donald Trump, em meio a planos de sair ao mercado norte-americano no próximo ano.

    A Trumpchi, que vendeu seu primeiro carro no mercado chinês em dezembro de 2010, não tem ligações com o presidente norte-americano, de acordo com a GAC.

    O diário The Wall Street Journal comunicou na segunda-feira (15), que o grupo automobilístico quer se tornar o primeiro fabricante de automóveis no mercado dos EUA, e espera-se que a Trumpchi seja uma das marcas mais prósperas.

    Contudo, foi tomada a decisão de mudar o nome porque pode provocar associações políticas com o presidente dos EUA.

    No início do ano, o diretor de design de motores da GAC, Zhang Fan, disse: "Vimos pessoas rindo disso e fazendo fotos somente por causa desse detalhe e postaram no Facebook e em outros sites".

    Mas na verdade, no caso do Trumpchi o nome foi derivado de "Chuanqi", que é um jogo com a palavra "lendário" e pode ser traduzido como o "que espalha boa sorte".

    Depois de receber uma repercussão negativa, a companhia decidiu mudar o nome, disse Yu Jun, dirigente sênior do grupo.

    Atualmente, a companhia está elaborando um novo nome, adicionou Yu.

    Mais:

    Especialista: China está ganhando luta pelo domínio na África
    Beco sem saída: EUA poderão enfrentar consequências graves das sanções contra a China
    Washington está cada vez mais apavorado com avanço chinês no espaço
    Tags:
    marca, empresa, mercado, carro, Donald Trump, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar