03:10 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Navios militares dos EUA, USS Bonhomme Richard (primeiro de baixo), e USS Boxer (segundo de cima),  participam de exercícios navais com grupo de pronta-resposta da Unidade Anfíbia da Coreia do Sul, em Ssang Yong, 8 de março de 2016

    Sanções adicionais contra Coreia do Norte devem ser adotadas por 20 países

    © REUTERS / U.S. Marine Corps/Cpl. Darien J. Bjornda
    Ásia e Oceania
    URL curta
    123

    Depois de discutir a situação em torno da Coreia do Norte, 20 nações concordaram nesta terça-feira, durante uma reunião conjunta, considerar a imposição de novas sanções unilaterais contra Pyongyang, além das estabelecidas pelas resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

    Ministros das Relações Exteriores de 20 países se reuniram para analisar o programa de armas nucleares da Coreia do Norte. O evento foi realizado em Vancouver, por iniciativa do Canadá e dos EUA.

    Apesar do tom duro, os ministros se comprometeram a apoiar o diálogo entre as duas Coreias "com a esperança de que isso provoque uma queda sustentável das tensões", afirma o comunicado conjunto.

    No mesmo evento, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, advertiu que existe um perigo real de que um míssil lançado pela Coreia do Norte venha acidentalmente a atingir um avião civil.

    Tillerson cobrou da comunidade internacional os esforços "para fortalecer o isolamento marítimo" da Coreia do Norte.

    Mais:

    EUA: planeje seu próprio funeral antes de visitar a Coreia do Norte
    EUA pretendem financiar a defesa dos direitos humanos na Coreia do Norte
    Trump garante a Xi Jinping que manterá 'pressão máxima' sobre a Coreia do Norte
    Xi Jinping convoca Trump a retomar as negociações com a Coreia do Norte
    Tags:
    sanções, Rex Tillerson, Canadá, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik