21:10 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1295
    Nos siga no

    O desertor norte-coreano, que foi detido em novembro na cidade chinesa de Shenyang e enviado à Coreia do Norte, tomou veneno em sua cela de segurança enquanto esperava para ser interrogado.

    Um pesquisador do setor nuclear da Academia Estatal de Ciências de Pyongyang, que foi preso em 4 de novembro na cidade chinesa de Shenyang juntamente com um grupo de cientistas norte-coreanos e enviado para a Coreia do Norte no dia 17 do mesmo mês, cometeu suicídio depois de ingerir veneno em sua cela, relata a estação de rádio norte-americana RFA, citando uma fonte na província de Hamgyong.

    "Ele cometeu suicídio algumas horas depois de ter sido colocado em isolamento no Departamento de Segurança do Estado na cidade de Sinuiju," perto da fronteira com a China, diz a fonte da RFA, que falou sob condição expressa de anonimato. "Ele morreu antes de ser questionado sobre os motivos da sua fuga, sobre quem o ajudou e qual era a sua rota", acrescentou.

    Tags:
    Academia Estatal de Ciências de Pyongyang, Hamgyong, Coreia do Norte, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar