18:10 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    344
    Nos siga no

    Refugiados norte-coreanos que residiam nas proximidades das áreas de teste de armas nucleares, apresentaram sinais de exposição à radiação, de acordo com os últimos exames médicos realizados na Coreia do Sul. No entanto, é difícil determinar se eles foram efetivamente afetados pelos testes nucleares, informa Yonhap News.

    A partir de outubro de 2017, o governo da Coreia do Sul realizou testes de radiação e exames médicos em 30 refugiados que viviam anteriormente em Kilju, região da Coreia do Norte onde fica localizado o polígono de testes nucleares de Punggye-ri. Kim Jong-un realizou seis testes nucleares nessa região.

    De acordo com Seul, o governo procurou por refugiados dispostos a realizar exames médicos entre os 114 cidadãos que deixaram a Coreia do Norte após o primeiro teste nuclear, realizado em 2006.

    Os testes mostraram que quatro dos desertores podem ter sido expostos à radiação, embora outros fatores, como idade e tabagismo, possam ter afetado os resultados.

    Neste contexto, o Governo afirmou que não houve casos com resultados significativos quando se tratou de verificar a possível contaminação radioativa.

    Além disso, Seul admitiu que os últimos testes médicos têm uma limitação devido à amostragem limitada e à falta de informação. Faz muito tempo que os examinados teriam sido expostos à radiação.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar