17:03 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Vulcão em erupção

    Base para robôs: novo programa lunar e marciano de Pequim

    CC0 / AlexAntropov86 / Vulcão
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 71

    Está sendo discutida a criação de uma estação lunar para robôs, declararam especialistas espaciais chineses na terça-feira (5).

    A base seria capaz de conduzir pesquisas maiores e mais complicadas, de acordo com oficiais que anunciaram o plano em um simpósio internacional em Xangai no fim de novembro.

    A estação poderia diminuir os custos com transporte de amostras de rochas lunares ao nosso planeta, disse ao jornal The Global Times na terça-feira Jiao Weixin, professor da Universidade de Pequim.

    A estação sustentável poderia dar um impulso significativo nas pesquisas geográficas lunares e "ter uma melhor eficiência energética do que os rovers lunares, porque a estação pode contar com um gerador de energia solar muito maior", explicou o professor.

    Para dar suporte ao programa lunar de aterrissagem, a China vai lançar um foguete portador com mais de 100 toneladas até 2030, de acordo com os relatórios do simpósio publicados na segunda-feira (4) no site do Conselho Estatal da Supervisão de Títulos e Comissão Administrativa.

    A data de lançamento do foguete foi revelada por Lu Yu, diretor do Comitê de Ciência e Tecnologia da Academia chinesa de Lançamento de Tecnologia de Veículos. A China planeja aterrissar a sonda Chang'e-4 na parte escura da Lua em 2018.

    A Chang'e-5 será lançada daqui a dois anos, ou seja, em 2019, sendo o último capítulo do programa de exploração espacial chinês que consiste em se posicionar na órbita terrestre, depois aterrissar na Lua e, finalmente, regressar ao planeta Terra.

    A sonda Chang'e-5 vai coletar e regressar amostras de rochas lunares para a Terra. Depois, a China vai lançar mais três missões para estudar o polo sul do nosso satélite natural.

    Quanto a Marte, a primeira sonda deve ser lançada até 2020 da base de lançamento espacial chinesa Wenchang, na província de Hainan. Espera-se que o foguete Longa Marcha 5 entre na órbita marciana, aterrisse e deixe um rover no Planeta Vermelho.

    Mais:

    Cientistas desmentem mistério de bactérias 'extraterrestres' encontradas na EEI
    Armas da Idade do Bronze 'vieram do espaço sideral', afirma novo estudo
    NASA mostra galáxia 'explosiva' única
    Tags:
    base lunar, estação, exploração espacial, programa espacial, espaço, sonda, terra, lua, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik