10:43 21 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Crianças limpam os degraus perto dos monumentos de Kim Jong-il e Kim Il-sung na Coreia do Norte, no âmbito dos festejos do Dia da Vitória

    Desertores da Coreia do Norte revelam como eram forçados a impressionar Kim Jong-un

    © AFP 2018 / Ed Jones
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14106

    3 norte-coreanos que conseguiram fugir do regime opressivo, revelaram vários fatos de uma vida inteira no país fechado, informa o Express.

    "Nossa casa ficava perto de uma ferrovia. Tudo tinha que estar muito limpo. Cada pedra na ferrovia devia ser tirada, lavada e colocada de volta", comunicou um desertor norte-coreano, citado pelo Express

    Uma desertora reconheceu que as pessoas que vivem nas regiões rurais, temem as visitas do líder norte-coreano e não querem que ele as visitem.

    "Era extremamente difícil. Teria sido muito mais útil se ele não chegasse", contou uma desertora norte-coreana, falando sobre as preparações para as visitas do líder norte-coreano.

    Os desertores revelaram também que são frequentemente questionados se eram espiões. Cada vez, após o surgimento de notícias sobre os espiões norte-coreanos capturados, as pessoas perguntam brincando se eles trabalham para o regime. 

    Mais um estereótipo de acordo com os desertores, é que as pessoas acreditam que as crianças norte-coreanas jogam futebol utilizando pedras em vez de bolas, porque simplesmente não têm bolas. Mas os norte-coreanos sempre desmentem esta informação.

    Eles também são sempre questionados, se as pessoas veem dramas românticos no país fechado. Um desertor revelou que tais filmes existem, mas eles não são tão explícitos como nos outros países, com pessoas de mãos dadas. Os desertores afirmaram ainda, que os dramas românticos são utilizados como arma de propaganda. 

    "Quando morrem [nos filmes] eles sempre gritam um slogan 'Viva o Grande Líder Kim Il-sung' ou 'Viva o Partido dos Trabalhadores Coreanos'", contou uma desertora. 

    As revelações surgiram após o líder Kim Jong-un ter sido humilhado depois que um dos seus soldados atravessou a fronteira com a Coreia do Sul.

    O desertor identificado com o sobrenome de Oh, andava em direção à fronteira em um jeep antes de perder o controle do automóvel e cair em um buraco. Ele correu para conseguir atravessar. Faltavam apenas alguns metros restantes para o território sul-coreano, quando os soldados norte-coreanos abriram fogo.

    Agora, estes soldados norte-coreanos supostamente são punidos pelo incidente e todos foram demitidos. Após o incidente, a Coreia do Norte alegadamente retirou todos os guardas das fronteiras, segundo afirmou uma fonte à Yonhap

    A Coreia do Norte frequentemente pune aqueles que provocam a fúria dos líderes, principalmente a fúria de Kim Jong-un. Uma fonte também notou que a Coreia do Norte fechou uma ponte que foi utilizada pelo desertor durante a fuga.

    Mais:

    Desertor norte-coreano ferido está se recuperando com música pop e filmes de Hollywood
    Desertor político lança luz sobre verdadeira resposta de Pyongyang a um ataque dos EUA
    Tags:
    moradores, regime, vida, desertores, cidadãos, política, Kim Jong-un, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik