03:31 21 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov

    Moscou: militarização da Ásia pelos EUA a pretexto da Coreia do Norte é 'inaceitável'

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9101

    O chanceler russo, Sergei Lavrov indicou que as medidas tomadas pelos EUA e seus aliados não são proporcionais à ameaça proveniente de Pyongyang.

    Segundo destacou o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, a Rússia considera "inaceitável" a militarização da região Ásia-Pacífico que está sendo levada a cabo pelos EUA, sob o pretexto de neutralizar a ameaça da Coreia do Norte.

    Ao mesmo tempo, o chefe da Chancelaria russa sublinhou que as medidas tomadas pelos EUA e seus aliados não são proporcionais à ameaça proveniente de Pyongyang.

    Em particular, o ministro russo se referiu ao posicionamento de tropas, bem como ao deslocamento de  armamento e tecnologia militar na região.

    Neste contexto, o chanceler russo avisou que qualquer conflito bélico com Pyongyang provocaria um milhão de vítimas só no primeiro dia.

    Durante uma coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo japonês, Taro Kano, que atualmente está em visita oficial em Moscou, o ministro russo ressaltou que Rússia "rejeita as aventuras de mísseis e nucleares", empreendidas pelo governo norte-coreano. Moscou considera que os testes militares de Pyongyang "constituem uma  séria violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU".

    Nos últimos tempos a tensão entre os EUA e a Coreia do Norte cresce em meio das novas manobras militares dos EUA e da Coreia do Sul, nas quais os militares dos dois países treinam um ataque eventual contra a Coreia do Norte. 

    Os EUA possuem um contingente de cerca de 28 mil soldados na Coreia do Sul sob o pretexto de uma possível guerra contra Pyongyang. A Coreia do Norte, por sua parte, está aumentando o seu arsenal nuclear e balístico para conter os EUA, apesar das sanções impostas pelo Conselho da Segurança da ONU.

    Mais:

    Lavrov: escalada da tensão na península da Coreia é inadmissível
    Lavrov acusou OTAN de tentar reviver a Guerra Fria
    Lavrov comentou declaração de Trump sobre Coreia: Moscou não quer demonizar ninguém
    Lavrov encontra Tillerson: Rússia condena ameaças à Coreia do Norte e defende diálogo
    Lavrov: crise coreana será resolvida com abordagem prudente de todas as partes envolvidas
    Tags:
    testes nucleares, testes de mísseis, militarização, presença militar, medidas, ameaça, Sergei Lavrov, Ásia-Pacífico, Ásia, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik