08:34 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano Kim Jong-un durante visita a uma fábrica de caminhões do país asiático

    Kim Jong-un: sanções fortalecem trabalhadores e 'milagre' da Coreia do Norte

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    21285

    O líder norte-coreano Kim Jong-un atacou as sanções internacionais impostas a Pyongyang, afirmando que tais atitudes apenas fortalecem os trabalhadores do país, estes capazes que produzir um "milagre" que surpreende o mundo.

    "Os esforços desesperados das forças hostis para bloquear o avanço [da Coreia do Norte] tornam o espírito indomável dos trabalhadores coreanos mais forte e os fazem produzir um grande milagre que está surpreendendo o mundo", disse Kim, citado pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

    As palavras do líder norte-coreano foram proferidas durante uma inspeção a um complexo da indústria automobilística local, em Sungri. Fundada em 1950, a fábrica é conhecida pela montagem do primeiro caminhão do Norte, um veículo de classe de 2,5 toneladas chamado Sungri-58. Também desenvolveu uma grande linha de produção para caminhões de carga de 40 toneladas.

    Kim citou os recém-produzidos caminhões de 5 toneladas fabricados no complexo em Dokchon, na província de Pyongan do Sul.

    "É muito importante para o Norte produzir caminhões por si só para desenvolver sua economia e fortalecer seu poder nacional", disse Kim, segundo a KCNA.

    Não se sabe a data da visita do líder norte-coreano ao complexo, mas a publicação aconteceu horas após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recolocar a Coreia do Norte na lista de países que patrocinam o terrorismo no mundo. São esperadas ainda novas sanções ao país asiático nesta semana, de acordo com a Casa Branca.

    Mais:

    Crise da Coreia do Norte está na pauta da próxima conversa de Putin e Trump
    'Dragão asiático' interfere na briga entre EUA e Coreia do Norte
    Kim Jong-un e sua saúde estão influenciando a pausa nos testes da Coreia do Norte?
    EUA recolocam a Coreia do Norte em lista de apoiadores do terrorismo mundial
    Fim do silêncio: Coreia do Norte lançará míssil até o fim do ano, diz agência sul-coreana
    Tags:
    indústria, caminhões, economia, diplomacia, sanções econômicas, Donald Trump, Kim Jong-un, Estados Unidos, Dokchon, Sungri, Pyongyang, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik