23:05 17 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Uma enfermeira sensual (imagem ilustrativa)

    Enfermeiras sul-coreanas: somos obrigadas a dançar sensualmente para os chefes (FOTOS)

    CC0 / a348363899 / Enfermeira
    Ásia e Oceania
    URL curta
    194298720

    Fomos obrigadas a participar de um humilhante show anual de talento, declaram funcionárias de um hospital sul-coreano.

    O hospital do Coração Sagrado da Universidade de Hallym, localizado na cidade sul-coreana de Chuncheon, tornou-se palco de grande escândalo. De acordo com algumas de suas enfermeiras, o hospital as obrigou a realizar uma dança sexual em trajes minúsculos em um show anual de talento no dia 24 de setembro, informa o jornal Korea JoongAng Daily.

    Desde o início de novembro, mais de 100 enfermeiras apresentaram queixas para organização civil Gabjil 119, buscando conselhos legais de advogados e especialistas.

    O jornal The Korea Times, por sua vez, cita as palavras de uma das enfermeiras, que publicou na sexta-feira passada (10) na rede uma queixa acompanhada com fotos explícitas das empregadas em shorts curtos durante um evento esportivo anual, em outubro.

    ​Hospital sul-coreano está à beira de fechamento por obrigar suas enfermeiras a dançar sexualmente

    A mulher, citada pelo jornal, declarou que foram obrigadas a "dançar em frente a funcionários de alto escalão" e que seus superiores costumam obrigar as recém-contratadas a realizar este tipo de dança, sendo que "não podem recusar essas ordens". Outra enfermeira afirmou que muitas estavam cheias de vergonha durante os espetáculos promíscuos, comunica o The Korea Times.

    A Associação Coreana de Enfermeiras, por sua vez, declarou na segunda-feira (13) que se trata de violação dos direitos das enfermeiras, insistindo no início de investigação do caso, bem como na punição dos responsáveis.

    Enfermeiras sul-coreanas choraram envergonhadas depois de serem obrigadas a praticar atos humilhantes

    O assunto está sendo averiguado pelo Ministério de Emprego e Trabalho.

    Mais:

    Onde moram mulheres mais satisfeitas com sua vida sexual?
    Ex-primeiro-ministro português apresentará livro sobre vida sexual de políticos?
    Boa viagem! Bilhetes para o primeiro cruzeiro sexual já estão à venda
    Pecado carnal: publicidade afirma que carne prejudica vida sexual (FOTOS)
    'Era do abuso terminou': Hollywood expulsa Weinstein por escândalo de assédios
    Tags:
    vergonha, chefe, mulheres, violação de direitos, queixa, obrigações, sensuais, dança, hospital, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik