18:48 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Em 3 de setembro, as autoridades da Coreia do Norte informaram ter realizado um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio que pode ser instalada em um míssil balístico intercontinental

    Trump: Coreia do Norte é 'inferno', mas EUA propõem 'futuro melhor'

    © AP Photo/ Jon Chol Jin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    22410

    O líder norte-americano avisou ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que suas tentativas de obter armas nucleares põem Pyongyang em um nível de perigo ainda mais sério.

    "Vim para a península coreana também a fim de entregar uma mensagem diretamente ao líder da ditadura norte-coreana. Armamentos, que você tenta obter, não garantirão mais segurança, põem seu regime em um perigo ainda maior. Cada passo dado por você neste caminho escuro aumenta justamente o que você tenta resistir", frisou Trump em discurso no parlamento sul-coreano.

    "Coreia do Norte não é o paraíso idealizado pelo seu avô [Kim Il-sung], mas, sim, um inferno indesejável por todos", disse o presidente dos EUA.

    Entretanto, Trump adicionou que "apesar dos crimes cometidos por você", EUA "estão prontos para oferecer e oferecerão o caminho para um futuro muito melhor". Mas segundo o presidente, essa opção é somente possível em caso de "recusa total da agressão, interrupção do programa nuclear, desnuclearização final e verificada".

    Vale ressaltar que durante seu discurso, o presidente estadunidense não utilizou nenhuma expressão ofensiva em relação ao líder norte-coreano, que anteriormente lhe tinha permitido fazer, chamando-o de "homem-míssil". 

    Ao contrário, em vez de ameaças e demonstração de força, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou que espera ver a península da Coreia liberta e segura com as famílias reunidas.

    "Juntos sonhamos com uma Coreia liberta, com uma península [coreana] segura e com famílias reunidas. Nós sonhamos com estradas que ligam o Norte ao Sul […] e que seu horror nuclear seja substituído por lindas promessas de paz. Enquanto esse dia não chegar, permaneceremos firmes e atentos", declarou Trump durante seu discurso no parlamento sul-coreano.

    Além disso, ele acrescentou que "nossos olhos estão direcionados para o Norte e nossos corações rezam, esperando a libertação de todos os coreanos".

    Mais:

    3 porta-aviões de Trump na Ásia: a quem é dirigida essa mensagem?
    Pyongyang: Donald Trump em Seul pretende 'acender o pavio de uma guerra nuclear'
    Em Seul, Trump volta a avisar Coreia do Norte: 'não nos subestime'
    China espera que visita de Donald Trump seja 'um sucesso histórico'
    Trump 'intoxica' carpas japonesas com excesso de comida (VÍDEO)
    Tags:
    tensões, desnuclearização, inferno, futuro, famílias, mísseis balísticos, programa nuclear, Donald Trump, Kim Il-sung, Kim Jong-un, Península Coreana, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik