18:19 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Submarino nuclear USS Michigan se aproxima da base naval em Busan, Coreia do Sul, em meio a provocações nucleares por parte da Coreia do Norte

    Seul avisa Japão contra uso de Pyongyang como pretexto para expansão militar

    © AP Photo/ Ha Kyung-min
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10157

    O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, tentou há pouco atenuar as tensões crescentes na Ásia depois dos lançamentos de mísseis por Pyongyang e de sua retórica beligerante com os EUA.

    Ele descartou a ideia de uma aliança militar entre a Coreia do Sul, o Japão e os EUA e avisou Tóquio contra o uso da Coreia do Norte como pretexto para uma expansão militar.

    O líder sul-coreano reconheceu as tensões crescentes originadas pela Coreia do Norte e saudou a cooperação militar com o Japão e os EUA.

    "A cooperação entre a Coreia do Sul e os EUA, tal como com o Japão, se tornou importante, mas ela está destinada a enfrentar as provocações nucleares da Coreia do Norte", disse o presidente, citado pela agência de notícias sul-coreana Yonhap.

    Contudo, Moon Jae-in parece estar excluindo a criação de uma nova aliança militar entre os três países.

    "Não acho que seja oportuno desenvolver a cooperação até ao nível de aliança militar [trilateral]", adicionou ele.

    Presidente norte-americano Donald Trump e a sua mulher Melania Trump partindo de Maryland em 3 de novembro para uma digressão de 11 dias pela Ásia
    © AFP 2018/ JIM WATSON
    Presidente norte-americano Donald Trump e a sua mulher Melania Trump partindo de Maryland em 3 de novembro para uma digressão de 11 dias pela Ásia

    Os comentários do líder sul-coreano surgem em meio à visita do presidente norte-americano Donald Trump à Ásia, a maior viagem pela região de um presidente dos EUA nos últimos 25 anos, que incluirá o Japão, a Coreia do Sul, a China, o Vietnã e as Filipinas.

    Antes, os EUA e o Japão haviam anunciado o reforço da sua cooperação na área de defesa, visando aumentar a sua capacidade de lidar com a ameaça norte-coreana.

    Contudo, o presidente sul-coreano advertiu Tóquio contra o uso "da Coreia do Norte e de suas armas nucleares como pretexto para a expansão militar", o que "será inapropriado também para os países da Associação de Nações do Sudeste Asiático".

    Moon Jae-in também "jurou intensificar os esforços diplomáticos com a China para resolver pacificamente os problemas com a Coreia do Norte através do diálogo", ao mesmo tempo respeitando as relações com os EUA.

    Mais:

    Por que continuam caindo convertiplanos dos EUA e voando mísseis da Coreia do Norte?
    Mísseis da Coreia do Norte podem ficar prontos para alcançar EUA em 6 meses
    Trump considera classificar Coreia do Norte como país patrocinador do terrorismo
    Tags:
    pretexto, provocação, visita, Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Melania Trump, Donald Trump, Moon Jae-in
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik