21:28 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    050
    Nos siga no

    Pyongyang está aperfeiçoando suas ogivas, lançadores e sistemas de controle e orientação dos projetis.

    "Um míssil potencialmente capaz de chegar ao território estadunidense poderia estar pronto para ser lançado em menos de seis meses", informou a CNN, citando suas fontes.

    Segundo as fontes da emissora, as melhorias afetarão as ogivas, os lançadores e os sistemas de controle e orientação. Assim, os esforços de Pyongyang obrigam Estados Unidos, segundo indicam as fontes, a reconsiderar os prazos em que Coreia do Norte representará una ameaça real para o país norte-americano.

    De acordo com as autoridades norte-americanas, os Estados Unidos continuam crendo que é possível que, durante 2018, a Coreia do Norte possa dar um passo crítico colocando ogivas nucleares miniaturizadas em um míssil intercontinental.

    Apesar da retórica da Casa Branca, dentro dos círculos militares e de inteligência há pouco interesse em um ataque preventivo contra os arsenais de mísseis norte-coreanos, embora os Estados Unidos claramente considerem essa opção.

    Existe a opinião firme que Pyongyang não conseguirá realizar o lançamento de um míssil de ponta nuclear. "Contamos com indicadores de inteligência nos locais de lançamento de mísseis, mas a informação pode estar errada", indicam os funcionários.

    O país asiático parece a ter atingindo um progresso notável em desenvolvimento de ogivas capazes de reentrar na atmosfera terrestre e alcançar um objetivo a distâncias intercontinentais.

    Pelo menos dois testes de mísseis balísticos recentes demostraram que a ogiva simulada regressou à atmosfera com êxito sem desintegrar-se.

    Isto significa que a ogiva de teste se separou do corpo do míssil e sobreviveu o calor extremo ao entrar na atmosfera despois de ele ter sido lançado a grande altitude.

    Mais:

    Coreia do Norte 'revela ao mundo' a 'verdadeira natureza' de Donald Trump
    7 opções militares, 300 mil mortos e US$ 1,4 tri: EUA detalham guerra com Coreia do Norte
    Opinião: EUA utilizam B-2 para fazer 'alusão nuclear' à Coreia do Norte
    Coreia do Norte pode reagir à visita de Trump à península com novo teste de míssil
    EUA: Coreia do Norte pode alcançar Califórnia com seus mísseis
    Tags:
    EUA, Coreia do Norte, Pyongyang, Casa Branca, reconhecimento, avanço, militares, ogivas nucleares, agências de inteligência, testes nucleares, mísseis balísticos intercontinentais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar