13:20 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano Kim Jong-un supervisiona o que seria uma versão miniaturizada de uma bomba de hidrogênio, ainda mais potente do que uma bomba atômica

    Novos testes e ogivas nucleares: Coreia do Sul alerta para os próximos passos de Pyongyang

    © AP Photo / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    510

    O Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul (NIS, na sigla em inglês) informou nesta quinta-feira que a Coreia do Norte poderá conduzir novos testes nucleares "a qualquer momento" e que o vizinho seguirá desenvolvendo ogivas "miniaturizadas e diversificadas".

    "O Norte realizará testes nucleares adicionais e continuará a impulsionar o desenvolvimento de ogivas nucleares miniaturizadas e diversificadas", afirmou a agência de espionagem sul-coreana durante uma auditoria parlamentar, citada pela agência Yonhap.

    O NIS também ressaltou que Pyongyang provavelmente poderia começar o trabalho de reprocessamento de barras de combustível gasto em seu principal complexo nuclear, em Yongbyon, no final deste ano.

    Além disso, apesar dos danos causados pelo sexto e mais recente teste nuclear norte-coreano, em 3 de setembro, a Coreia do Norte teria o Túnel 3 do complexo de Punggye-ri pronto para uma nova prova atômica "a qualquer momento", enquanto o Túnel 4 demanda reparos e demorará a poder ser utilizado novamente.

    A espionagem da Coreia do Sul mencionou ainda que houve "movimentos ativos" de veículos em torno da instalação de pesquisa de mísseis em Pyongyang, o que poderia significar que o país poderia retomar em breve os seus testes balísticos.

    Durante a auditoria, o NIS ainda informou os parlamentares da Coreia do Sul que hackers norte-coreanos vêm tentando usar ataques pela rede em troca de ganhos financeiros, e que o líder norte-coreano Kim Jong-un pode ter retomado a perseguição a figuras do alto escalão do seu governo – o que geralmente termina com a execução do desafeto de Kim.

    Mais:

    EUA e Rússia enviam bombardeiros nucleares para as fronteiras da Coreia do Norte
    Clube das potências nucleares não deve aceitar Coreia do Norte, diz embaixador russo
    Coreia do Norte 'revela ao mundo' a 'verdadeira natureza' de Donald Trump
    7 opções militares, 300 mil mortos e US$ 1,4 tri: EUA detalham guerra com Coreia do Norte
    Tags:
    testes nucleares, mísseis balísticos intercontinentais, icbm, testes balísticos, ogivas nucleares, Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul (NIS), Kim Jong-un, Punggye-ri, Yongbyon, Península da Coreia, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik