03:47 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro furtivo norte-americano B-2 na base aérea Whiteman da Força Aérea dos EUA

    Bombardeiro nuclear furtivo dos EUA chega à Ásia antes da visita de Trump

    © AP Photo / Cliff Schiappa
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14116
    Nos siga no

    O Pentágono enviou um bombardeiro furtivo B-2 capaz de carregar armas nucleares para áreas não identificadas no oeste do Pacífico antes da visita da semana que vem do presidente norte-americano, Donald Trump.

    O plano de voo para o bombardeiro nuclear não foi revelado nem pelo Comando Estratégico das Forças Armadas dos EUA (STRATCOM, sigla em inglês) nem pela Casa Branca, embora bases dos EUA na região, incluindo as na Coreia do Sul e no Japão, tenham feito uma lista para reabastecimento do avião de guerra.

    A última vez documentada, quando um B-2 visitou a região, foi durante uma demonstração de força pelo Pentágono sobre a península da Coreia em 2013, segundo o jornal The Japan Times.

    O bombardeiro B-2, com alcance de quase 10 mil quilômetros, pode ser reabastecido no meio do voo, facilitando, assim, transporte de armas nucleares a qualquer ponto do planeta.

    O STRATCOM diminuiu o sobrevoo do bombardeiro, afirmando que a missão era cotidiana e tinha por objetivo "familiarizar a tripulação com bases aéreas e operações em comandos de combate de uma geografia diferente, permitindo que eles mantenham alto nível de prontidão e competência", segundo o jornal.

    O comunicado do STRATCOM visa também acalmar os aliados dos EUA na região, Japão e Coreia do Sul, antes da visita de Trump, afirmando que a visita do B-2 deve ser vista como "uma demonstração evidente de compromisso com nossos aliados e reforço de segurança regional".

    Na semana passada, o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, acusou a Coreia do Norte de estar envolvida em atividades "ilegais", acrescentando que Washington e seus aliados "nunca vão aceitar o fato de a Coreia do Norte possuir armas nucleares".

    Mais:

    Provocação dos EUA: avião com 'radar de ataque' voa perto da Coreia do Norte
    Coreia do Norte treina evacuação em massa, se preparando para uma guerra
    Tags:
    tecnologia furtiva, bombardeiro nuclear, B-2 Spirit, oceano Pacífico, Ásia, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar