17:55 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Porta-aviões dos EUA USS Nimitz

    Tudo o que é preciso saber sobre porta-aviões dos EUA que se encontram no Pacífico

    © REUTERS / Mike Blake
    Ásia e Oceania
    URL curta
    843

    Em meio às tensões com a Coreia do Norte, os EUA anunciaram em 25 de outubro o envio de um terceiro porta-aviões, o USS Nimitz, para o Pacífico. Daniel Brown analisa as características e o armamento dos navios em seu artigo para o Business Insider.

    O USS Nimitz vai se juntar a outros dois porta-aviões da mesma classe, o USS Ronald Reagan e USS Theodore Roosevelt.

    O porta-aviões USS Nimitz, o mais antigo dos EUA, entrou em serviço em 1975, enquanto o USS Roosevelt entrou em 1986 e o USS Ronald Reagan, em 2003, observa o autor.

    Cada porta-aviões tem um comprimento total de 333 m, uma boca de 41 m na linha de flutuação, sendo a largura da pista de decolagem de cerca de 77 m.

    Além disso, cada navio dispõe de dois reatores nucleares que impulsionam quatro eixos e respectivas hélices, produzindo uma velocidade máxima de cerca de 30 nós (54 km/h).

    Os porta-aviões da classe Nimitz têm a bordo uma Ala Aérea Embarcada, que geralmente consiste em nove esquadrões e cinco tipos diferentes de aeronaves:

    Quatro esquadrões de diferentes variantes de caças bombardeiros F / A-18 Hornet e Super Hornet;

    F/A-18 Hornet pousando na plataforma do USS Ronald Reagan
    © REUTERS / Kim Hong-Ji
    F/A-18 Hornet pousando na plataforma do USS Ronald Reagan

    Um esquadrão de aviões de alerta precoce E-2C Hawkeyes;

    E-2C Hawkeye pousando em um porta-aviões dos EUA (foto de arquivo)
    © AP Photo / Markus Schreiber
    E-2C Hawkeye pousando em um porta-aviões dos EUA (foto de arquivo)

    Um esquadrão de aviões de guerra eletrônica EA-18G Growlers;

    Avião EA-18G Growler
    © AP Photo / Ben Margot
    Avião EA-18G Growler

    Um esquadrão de aviões de carga de apoio logístico C2-A Greyhounds;

    Avião C-2A Greyhound (foto de arquivo)
    Avião C-2A Greyhound (foto de arquivo)

    Dois esquadrões de helicópteros Seahawk.

    Avião SH-60 Seahawk
    © AFP 2019 / Leila Gorchev
    Avião SH-60 Seahawk

    As únicas armas ofensivas reais a bordo dos porta-aviões são os aviões, mas também existem duas armas defensivas principais, explica o colunista.

    Trata-se do sistema antimíssil de curto alcance Sea Sparrow da OTAN, que dispara mísseis RIM-7M.

    Além disso, os navios são equipados com o sistema de armas de proximidade Phalanx, composto por um canhão rotativo M61 Vulcan de 20 mm.

    Os porta-aviões se deslocam frequentemente em grupos navais compostos por, pelo menos, um cruzador, de 6 a 10 destróiers e/ou fragatas e uma Ala Aérea Embarcada.

    O USS Nimitz, o USS Roosevelt e o USS Reagan são também acompanhados por um grupo naval no Pacífico.

    A última vez que os três porta-aviões estiveram juntos neste oceano foi em junho. Então, o comandante norte-americano Ron Flanders disse que era bastante incomum ter os três navios de uma só vez no Pacífico, lembra o autor.

    O Pentágono também declarou recentemente que os navios "não enfrentam nenhuma ameaça em particular". Flanders acrescentou que a visita do Nimitz havia sido planejada há meses, porque este tinha que cruzar o Pacífico para chegar à sua base na estação naval de Bremerton, no estado de Washington.

    Tendo sido questionado se o USS Nimitz se dirige diretamente para sua base ou se permaneceria no Pacífico por um determinado período de tempo, Flanders apenas respondeu que, quando o USS Nimitz navega através do Pacífico, está sob o comando da Sétima Frota dos EUA, conclui o jornalista do Business Insider.

    Tags:
    helicópteros, porta-aviões, USS Nimitz, USS Theodore Roosevelt, USS Ronald Reagan, Coreia do Norte, EUA, Pacífico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar