06:14 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Complexo industrial de Kaesong que fica na fronteira entre as duas Coreias

    Pyongyang poderia ter reativado central no complexo intercoreano fechado

    © AFP 2017/ JUNG YEON-JE
    Ásia e Oceania
    URL curta
    280

    Um alto funcionário sul-coreano comunicou na sexta-feira (13) que existem sinais de que a Coreia do Norte está operando uma central hidroelétrica perto do complexo industrial intercoreano fechado, no meio de especulações de que Pyongyang unilateralmente recomeça o trabalho nessa zona, informa a agência Yonhap News.

    Na semana passada a Coreia do Norte anunciou ter recomeçado a atividade do Complexo Industrial de Kaesong, devido ao endurecimento das sanções económicas. A zona de produção conjunta fora fechada por Seul em fevereiro de 2016 em resposta aos testes nucleares e de mísseis de Pyongyang.

    No entanto, o ministro da Unificação (órgão do governo sul-coreano que tem como objetivo trabalhar em prol da reunificação das Coreias), Cho Myoung-gyon, declarou por sua vez que não há sinais específicos de que o complexo tenha sido reaberto, mesmo tendo sido detectados movimentos de ônibus e iluminação pública ligada desde março ou abril.

    "Recentemente foi descoberto que a Coreia da Norte reativou uma pequena usina hidroelétrica", indicou Myoung-gyon, citado pela Yonhap News.

    O Ministério da Unificação destacou que a Coreia do Norte não deveria reativar o complexo sem obter permissão da Coreia do Sul, pois as fábricas e a maquinaria pertencem a esse país. Assim, o início de funcionamento do complexo significa que Pyongyang está violando os acordos intercoreanos.

    Vale destacar que a zona de produção conjunta de Kaesong, estabelecida em 2004, tinha 124 empresas sul-coreanas que empregavam mais de 54.000 trabalhadores norte-coreanos.

    Em represália contra o fechamento do complexo no ano passado por parte de Seul, a Coreia do Norte expulsou todos os sul-coreanos que trabalharam lá e anunciou o congelamento de seus bens.

    Mais:

    Coreia do Norte reconhece Crimeia como parte da Rússia
    Eis o caso em que EUA poderiam atacar primeiro Coreia do Norte
    Sob o radar: forças especiais da Coreia do Norte dominam ataques em parapente
    Rússia: EUA dão passo errado em 'jogo muito perigoso' ao se aproximar da Coreia do Norte
    Tags:
    parque industrial, complexo, abertura, fechamento, hidrelétrica, central energética, Ministério da Unificação da Coreia do Sul, Cho Myoung-gyon, Pyongyang, Seul, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik