14:50 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Shenyang J-11

    Pequim responde com armas à 'liberdade de navegação' dos EUA

    © Foto: US Department of Defense / D. Myles Cullen
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14548

    A China respondeu com o envio de caças e um navio de guerra à operação "liberdade de navegação" dos EUA perto das ilhas em disputa, informa o RT.

    Pequim enviou uma fragata com mísseis, dois caças e um helicóptero em direção ao destróier estadunidense que navega perto das ilhas em disputa no mar do Sul da China, considerando a sua atividade como uma "provocação" por parte dos EUA, informa o RT.

    "Em meio às provocações repetidas das forças dos EUA, o exército chinês reforçará ainda mais a prontidão de combate no mar e no ar, e melhorará as defesas para garantir resolutamente a soberania nacional e os interesses da segurança", afirmou o Ministério da Defesa da China, citado pelo South China Morning Post.

    O destróier norte-americano USS Chafee percorreu na terça (10) cerca de 22 quilômetros nas águas territoriais das Ilhas Paracel, que são um território em disputa entre a China e o Vietnã.

    A fragata Huangshan do tipo 054A, dois caças J-11B e um helicóptero Z-8 foram enviados para identificar o navio norte-americano e forçá-lo a abandonar a área. 

    "O comportamento do destróier norte-americano violou a lei da China e o direito internacional pertinente", afirmou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying. O incidente "põe em perigo as vidas das tripulações da linha de frente de ambas as partes", sublinhou ela. 

    Esta é já a quarta incursão deste tipo durante a presidência de Donald Trump, que criticou a construção de ilhas artificiais e de instalações militares por Pequim no mar do Sul da China.

    Mais:

    China espera que os EUA ponham fim às provocações no mar do Sul da China
    Caças-bombardeiros dos EUA sobrevoam mar do Sul da China
    Tags:
    destróier, provocação, fragata, tensão, helicóptero, USS Chafee, J-11B, Ministério das Relações Exteriores, Mar do Sul da China, Pequim, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik