17:24 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Tanque soviético T-34

    Que 'joia soviética' defenderá Pyongyang no caso de guerra?

    © Sputnik/ Oleg Makarov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1311269262

    Os tanques T-34-85 ajudaram a União Soviética a vencer a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial. Mas será que eles serão úteis em uma possível guerra na Coreia contra os EUA hoje em dia? É uma pergunta que os periodistas da The National Interest tentaram responder.

    A União Soviética entregou 250 tanques T-34-85 à recém-criada República Popular Democrática da Coreia antes de março de 1950 e, mais tarde, durante a Guerra da Coreia. Na realidade, já então os tanques soviéticos eram um pouco obsoletos e não podiam concorrer com os tanques norte-americanos e britânicos, sublinha o artigo

    Desconhece-se quantos tanques antiquados T-34-85 ainda estão à disposição do Exército Popular da Coreia, mas algumas dessas máquinas foram vistas em vários vídeos de propaganda da Coreia do Norte em 2012. Tomando em conta que Pyongyang tem estado "isolada" durante grande parte dos últimos 25 anos, é muito provável que o país continue utilizando tanques soviéticos, afirmaram os autores do artigo.

    Provavelmente eles não serviriam para uma guerra real. Estes tanques são utilizados nas unidades de reserva e provavelmente seriam usados para apoiar a infantaria ou na defesa das suas posições. Em uma guerra aberta contra as forças dos EUA ou da Coreia do Sul, os T-34-85 seriam inúteis, sublinham os pesquisadores.

    No entanto, se os norte-coreanos usarem táticas pouco convencionais para organizar emboscadas contra as forças aliadas no caso de um novo conflito de grande escala, o T-34-85 poderia ser útil.

    Quanto aos aviões, entre os mais obsoletos da Força Aérea norte-coreana estão os Shenyang J-5, uma cópia chinesa do caça MiG-17 soviético. Acredita-se que a Coreia do Norte possui aproximadamente 106 desses caças. Outro avião de combate antiquado de Pyongyang é o Shenyang J-6, versão chinesa do caça MiG-19. Os norte-coreanos possuem cerca de 97 unidades.

    Entretanto, sua destruição obrigaria a gastar mísseis interceptores, vitais para o inimigo. Assim, enquanto a Coreia do Norte perderia “apenas” um velho J-5, os EUA gastariam seis milhões de dólares e usariam uma parte de seu arsenal de mísseis, que poderia ser reservado para fazer frente a ameaças maiores, como um míssil balístico, concluiu o artigo.

    Mais:

    Grã-Bretanha elabora plano de combate no caso de guerra com Coreia do Norte
    Coreia do Sul está desenvolvendo 'bomba de apagão'
    Trump acusa Irã de financiamento da Coreia do Norte
    Tags:
    guerra, tanques, T-34, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik