14:43 21 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    O líder da Coreia do Norte inspeciona de perto os ciclos de produção dos motores e ogivas para os mísseis intercontinentais norte-coreanos

    Coreia do Norte promete se tornar 'força nuclear', apesar das sanções dos EUA

    © REUTERS/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    480

    Pyongyang assegura que "o poder político-militar da Coreia do Norte vem aumentando rapidamente" e que sua posição estratégica "se encontra na fase mais alta".

    O jornal governamental norte-coreano Rodong Sinmun se refere aos esforços exercidos pelos EUA para impor sanções contra seu programa de armas nucleares como "inúteis" e promete converter o país, inevitavelmente, em uma "força nuclear".

    "As sanções estadunidenses contra a RPDC (República Popular Democrática de Coreia) são inúteis. As administrações estadunidenses sucessivas utilizaram sanções anti-RPDC para passar vergonha perante o mundo*", diz o comunicado.

    Entretanto, o jornal governamental afirmou que "o poder político-militar da RPDC tem aumentado rapidamente e que a posição estratégica da Coreia do Norte se encontra na fase mais alta, apesar das frenéticas sanções estadunidenses". "A RPDC juntará todas as energias para alcançar o objetivo final de tonificar a força nuclear estatal", conclui.

    A publicação coincide com a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, a Pequim, onde se reúne com os principais diplomatas chineses e o presidente do país, Xi Jinping, para conversar sobre a crise nuclear norte-coreana.

    Tillerson é a favor da campanha de "pressão pacífica" através das sanções dos EUA e da ONU e da cooperação com a China para conter o regime da Coreia do Norte.

    No entanto, seus esforços não estão dando resultados e a decadência é perceptível pela guerra verbal extraordinária entre o presidente estadunidense, Donald Trump, que ridiculizou o líder norte-coreano, Kim Jong-un, como "homem de míssil" quem, em sua vez, chamou Trump de "velho lunático".

    Mais:

    Às vésperas de testes, Coreia do Norte diz que 1,2 mi de mulheres querem derrotar os EUA
    EUA enviarão seu porta-aviões ao litoral da Coreia do Norte
    Coreia do Norte ameaça tornar EUA em 'mar de fogo'
    EUA: Coreia do Norte não quer negociar a desnuclearização
    Tags:
    potência nuclear, força, guerra, potencial nuclear, sanções econômicas, ONU, Kim Jong-un, Donald Trump, Xi Jinping, Rex Tillerson, China, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik