03:17 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    O ex-presidente do PetroVietnam (PVN), Nguyen Xuan Son, é acompanhado pela polícia enquanto sai do tribunal após a sessão de veredito em Hanói

    Lava Jato mortal: Ex-presidente de estatal PetroVietnam condenado à morte por corrupção

    © REUTERS/ Kham
    Ásia e Oceania
    URL curta
    28280

    O ex-presidente da estatal PetroVietnam recebeu sentença de morte depois de ter sido declarado culpado de desfalque, infringindo intencionalmente regras estatais sobre gestão econômica e abusando de sua posição e poder.

    Nguyen Xuan Son, que foi preso em 2015 pela administração anterior do ex-primeiro-ministro Nguyen Tan Dung, se declarou inocente e vai recorrer do veredito.

    O Partido Comunista do Vietnã continuou a repressão massiva contra a corrupção no setor financeiro do país com um julgamento coletivo a 51 funcionários e executivos bancários acusados de desvio de verbas e má gestão que causaram perdas de US $ 69 milhões ao país. No entanto, esta é a primeira vez em anos que a pena de morte foi proferida contra um oficial de alto escalão.

    O Vietnã tem uma das maiores taxas de execuções no mundo de acordo com a Anistia Internacional e só recentemente substituiu os esquadrões de tiro por injeções letais. De acordo com um relatório do Ministério da Segurança Pública do Vietnã, 429 prisioneiros foram executados no país entre agosto de 2013 e junho de 2016.

    Mais:

    Papa Francisco: Pena de morte é o fracasso do Estado de direito
    Pena de morte na Indonésia vira motivo de disputa na ONU
    Brasil e Reino Unido criticam uso da pena de morte
    Tags:
    pena de morte, petróleo, PetroVietnam, Ministério da Segurança Pública do Vietnã, Partido Comunista do Vietnã, Anistia Internacional, Nguyen Tan Dung, Nguyen Xuan Son, Hanói, Vietnã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik