23:37 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    B-2 Spirit (bottom) bomber flying with B-1B (C) and B-52 bombers at an undisclosed location

    Coreia do Norte poderia derrubar aviões dos EUA?

    © AFP 2018/ HO/USAF
    Ásia e Oceania
    URL curta
    26365

    O especialista russo Vasily Kashin disse à revista norte-americana The National Interest que o Ocidente subestima as capacidades industriais de Pyongyang.

    Hoje em dia a Coreia do Norte tem apenas um pequeno número de caças relativamente modernos, como o MiG-29 e o MiG-23, que podem ameaçar os aviões norte-americanos, explicou Dave Majumdar em seu artigo na The National Interest

    Entretanto, nenhum destes caças da Coreia do Norte poderia se aproximar dos bombardeiros furtivos dos EUA como o B-1B, Boeing B-52 ou B-2 Spirit quando estes são escoltados por caças norte-americanos ou dos seus aliados. A única oportunidade para a Força Aérea da Coreia do Norte derrubar esses aviões norte-americanos seria se eles os conseguissem detectar quando eles voem sós, sem escolta.

    O analista militar russo Vasily Kashin disse ao jornal que Pyongyang pode ter modificado seus mísseis S-75 de classe terra-ar. Além disso, desde o início de 2010 a Coreia do Norte está testando o seu sistema de mísseis mais moderno com alcance de 150 quilômetros, conhecido na Coreia do Sul e EUA como KN-06.

    Não se sabe a quantidade de KN-06 que Pyongyang terá conseguido produzir nos últimos anos, mas esta arma norte-coreana tem muitas capacidades e se parece ao sistema de lançamento de mísseis russo S-300.

    Segundo Kashin, os analistas ocidentais subestimam frequentemente as capacidades industriais de Pyongyang. Ele sublinhou que a história conhece vários casos quando os mísseis da Coreia do Norte poderiam ter atingido aviões norte-americanos. O caso mais recente ocorreu em 18 de dezembro de 1994. Naquele dia, Pyongyang derrubou um helicóptero de reconhecimento OH-58 sobre a zona desmilitarizada e capturou um dos seus pilotos.

    É de mencionar que recentemente o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, afirmou que o presidente norte-americano Donald Trump declarou guerra a Pyongyang e que o seu país tem todo o direito de tomar medidas contra os Estados Unidos, inclusive de derrubar aviões americanos fora do espaço aéreo norte-coreano.

    Mais:

    Chancelaria russa: solução militar para Coreia do Norte terá consequências catastróficas
    Risco para o mundo? China e Coreia do Norte vivem 'crise na relação', diz agência
    Tags:
    aviação militar, caças, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik