13:35 18 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    020
    Nos siga no

    Em meio às ameaças provenientes da Coreia do Norte, Tóquio considera a possibilidade de instalar no território do país sistemas Aegis Ashore.

    Imagem de um dos bombardeiros B-1B Lancer dos EUA que sobrevoou a Península Coreana
    © REUTERS / U.S. Air Force photo/Staff Sgt. Joshua Smoot
    De acordo com portal Asahi, a instalação de sistemas de defesa antimíssil pode ser concluída até 2023. Os sistemas Aegis Ashore poderão ser colocados nas duas bases militares da costa ocidental do Japão.

    Mais cedo, o premiê japonês, Shinzo Abe declarou que a Coreia do Norte tem que ser privada das tecnologias necessárias para o desenvolvimento do programa nuclear.

    Em 14 de setembro, Pyongyang lançou mais um míssil balístico. De acordo com os militares japoneses e sul-coreanos, o míssil alcançou uma atitude de cerca de 800 quilômetros e sobrevoou uma distância de 3.700 quilômetros, caindo a 2,2 mil quilômetros da ilha japonesa de Hokkaido.

    Mais:

    Após ameaça norte-coreana, porta-aviões nuclear dos EUA realiza manobras com o Japão
    Japão instala mísseis Patriot em meio à ameaça de Pyongyang
    Coreia do Norte ameaça 'afundar' Japão e reduzir EUA a 'cinzas e trevas'
    Tags:
    Japão, Coreia do Norte, EUA, Aegis Ashore, defesa antimísseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar