22:01 23 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Crime cibernético de hackers

    Depois de ataque hacker chinês, Índia se prepara para fortalecer segurança digital

    Pixabay
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 11

    Mais de 3,2 milhões de cartões de débito emitidos por bancos indianos foram comprometidos por um ataque hacker. Agências indianas de segurança alegaram ter rastreado a maior parte das violações à China, onde os cartões foram supostamente clonados.

    Quase um ano depois do governo liderado por Narendra Modi introduzir medidas abrangentes, incluindo a desmonetização de notas de moeda de alto valor, para promover uma economia digital, a Índia enfrenta um novo desafio de fraudes financeiras no espaço digital.

    Vários casos de fraude cibernética foram registrados nos últimos meses, cuja origem é a maior parte, que foi atribuída à China. Neste pano de fundo, o ministro do Interior, Rajnath Singh, convocou recentemente uma reunião especial para avaliar a situação e preparar um plano para evitar mais fraudes no futuro.

    "Foi decidido que um comitê interministerial pode ser criado para identificar pontos de ação e monitorar a implementação", afirmou uma declaração emitida pelo Ministério do Interior.

    A capacitação de profissionais correlatos ao tema como policiais, funcionários judiciais, cientistas forenses e funcionários do setor bancário, foi identificada como a medida-chave, acrescentou o funcionário.

    Dólares norte-americanos
    © Sputnik/ Mikhail Kutuzov
    Cerca de 144 mil ataques cibernéticos foram observados no país nos últimos três anos, segundo um relatório do governo. De acordo com a Equipe de Resposta de Emergência Computacional Indiana (CERT-In), os casos de cibercrime estão aumentando.

    A Índia testemunhou uma das maiores violações de dados financeiros em seu histórico bancário recentemente. Mais de 3,2 milhões de cartões de débito de cerca de 19 bancos em todo o país foram pirateados. Os clientes afetados incluem os de alguns dos principais bancos indianos como o State Bank of India, o Yes Bank, o Axis Bank, o ICICI Bank, o HDFC Bank e muitos outros.

    A Índia estabeleceu um objetivo para tornar sua economia digital no valor de US $ 1 trilhão até o ano de 2022. Atualmente, o valor está em torno de US $ 450 bilhões.

    Mais:

    'Quem Quer Ser Um Hacker Russo?'
    Espanha decide extraditar 'hacker' russo para EUA
    Emirados Árabes estaria por trás de ataque hacker que gerou crise diplomática com Qatar
    Hacker russo volta a denunciar suborno dos EUA para confessar invasão a e-mails Democratas
    Tags:
    State Bank of India, HDFC Bank, ICICI Bank, Axis Bank, Yes Bank, Equipe de Resposta de Emergência Computacional Indiana (CERT-In), Ministério do Interior da Índia, Narendra Modi, Rajnath Singh, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik