21:14 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Uma mulher participa dos festejos comemorando os 105 anos de nascimento de Kim Jong-il

    Pyongyang acusa ONU de buscar 'eliminar fisicamente o povo' norte-coreano

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    20241
    Nos siga no

    A Coreia do Norte criticou fortemente o novo pacote de sanções da ONU e afirmou que as restrições só irão acelerar o seu programa nuclear.

    As novas sanções adoptadas contra a Coreia do Norte são "cruéis, imorais e desumanas", afirmou na segunda (18) o Ministério das Relações Exteriores do país em um comunicado publicado pela agência oficial KCNA. 

    Classificando a adopção das sanções de "ato hosti", Pyongyang afirmou que estas visam "eliminar fisicamente" o povo norte-coreano. 

    "A multiplicação das iniciativas dos EUA e de seus vassalos para impor sanções e pressionar a Coreia do Norte só vai acelerar o ritmo de realização completa do nosso arsenal nuclear", declarou o ministério norte-coreano. 

    A Administração dos EUA indicou que vai pedir a aplicação completa das sanções internacionais contra a Coreia do Norte durante a reunião da Assembleia Geral da ONU nesta semana. 

    Mais:

    Após lançamento de míssil norte-coreano, Conselho de Segurança da ONU agenda reunião
    Secretário-geral da ONU: Solução militar da crise coreana será uma catástrofe
    Tags:
    arsenal nuclear, acusação, tensão, política, reação, sanções, Ministério das Relações Exteriores, ONU, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar