13:04 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0814
    Nos siga no

    Pequim ordenou que seus bancos bloqueiem transações para contas realizadas na China por norte-coreanos, apertando um controle já firme sobre o comércio com Pyongyang.

    As filiais de pelo menos três grandes bancos estaduais na cidade fronteiriça de Yanji, na província de Jilin, na China, suspenderam muitas transações através de contas realizadas pelos norte-coreanos, de acordo com as novas sanções internacionais contra o regime, informou o Kyodo News durante o fim de semana.

    O Banco da China, o Banco de Construção da China e o Banco Agrícola da China proibiram os norte-coreanos de fazer depósitos ou remessas, bem como de abrir novas contas. Os titulares, porém, ainda podem retirar o dinheiro detido nessas contas.

    "As autoridades chinesas não fizeram distinção entre funcionários consulares norte-coreanos, trabalhadores ou comerciantes, todos estão proibidos de abrir contas", disse uma fonte local ao Daily NK.

    O movimento indica que a China pode estar esgotando a paciência com os programas nucleares e de mísseis em curso da Coreia do Norte após o último teste nuclear no dia 3. Os Estados Unidos pedem há tempos que Pequim aumente a pressão sobre os vizinhos.

    Consequências

    A decisão de bloquear algumas transações bancárias com residentes da Coreia do Norte prejudicará gravemente o comércio já enfraquecido entre Pequim e Pyongyang, mas analistas acreditam que os comerciantes devem inventar métodos ilegais para ignorar as restrições, incluindo o uso de dinheiro ou bens por troca.

    Nesta segunda, os Estados Unidos devem recorrer mais uma vez à ONU para aumentar as sanções contra a Coreia do Norte, incluindo um embargo completo do petróleo e um congelamento dos ativos globais do líder norte-coreano Kim Jong-un e dos principais funcionários estatais norte-coreanos.

    Mais:

    Trump critica China por aumentar trocas comerciais com Coreia do Norte
    Crise na relação: China se prepara para problema potencial com a Coreia do Norte
    Trump: China tentou, mas falhou em ajudar com a Coreia do Norte
    China chama a atenção da Coreia do Norte e pede fim das 'provocações'
    Trump: Coreia do Norte mostrou 'grande desrespeito' à China com novo teste de míssil
    Tags:
    China, Coreia do Norte, Pequim, Pyongyang, Estados Unidos, Yanji, Jilin, Kim Jong-un, ONU, Conselho de Segurança da ONU, Banco Popular da China, Banco de Construção da China, Banco Agrícola da China, Kyodo News, Daily NK
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar