12:09 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Tóquio, capital do Japão

    Apenas 10 minutos para escapar: Japão se prepara frente a ameaça da Coreia do Norte

    © Foto: Unsplash
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Míssil de Pyongyang sobrevoa Japão (29)
    1581

    O lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte na madrugada desta terça-feira (29), fez soar as sirenes de alerta no Japão. Via mensagens de texto, a população foi orientada a procurar abrigo em edifícios ou porões e foi comunicado que o foguete havia sobrevoado o espaço aéreo japonês.

    De acordo com The Washington Post, neste contexto, o governo de Tóquio intensificou os esforços para preparar seus cidadãos em caso de uma possível ameaça, avisando que têm, no máximo, 10 minutos para se abrigarem.

    Cidadãos recebem orientações

    Esta semana o Japão emitiu orientações sobre as medidas a tomar em caso de alerta. Por meio de um folheto, intitulado "Protejamo-nos nós mesmos contra ataques armados e terrorismo", a Secretaria de Proteção Civil explica que um míssil pode "impactar em um curto prazo de tempo", e, por conseguinte, "será emitida uma advertência" via meios de comunicação em caso de uma ameaça iminente. 

    Também se aconselha as famílias em suas casas a  ficarem no chão, sob as mesas e longe das janelas. Além disso, tomando em conta a impossibilidade de conhecer a área exata da queda, as pessoas fora de casa devem tentar cobrir a cabeça, a boca e o nariz com um lenço ou roupa e escapar imediatamente do local da explosão.

    'Alerta-J'

    Por outro lado, as autoridades locais realizaram simulações e evacuações nas principais cidades, testando o principal sistema de alarme ('Alerta-J'), baseado em sinais de satélite, elaborado para transmitir mensagens de emergência através de altifalantes, canais de televisão, estações de rádio e celulares. De acordo com o The Japan Times, "dependendo do caso, as advertências podem soar apenas quatro ou cinco minutos antes do lançamento de um míssil".

    Preocupação crescente 

    Enquanto isso, a venda de abrigos nucleares e purificadores de ar que bloqueiam a radiação aumentou no país, informa a agência Reuters. Do mesmo jeito, estima-se que a crescente preocupação pública exerça pressão sobre o governo para aperfeiçoar seus sistemas de defesa e deixar de depender fortemente dos EUA nesse quesito. 

    Tema:
    Míssil de Pyongyang sobrevoa Japão (29)

    Mais:

    Por que Coreia do Norte não atacou Guam e lançou míssil sobre o Japão?
    EUA, Japão e Coreia do Sul decidem dar resposta dura ao lançamento de míssil de Pyongyang
    Por que motivo Japão decidiu não abater míssil norte-coreano?
    Tags:
    alarme, ataque nuclear, alerta, Coreia do Norte, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar