02:22 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano, Kim Jong-un, examina um mapa

    Em declaração inesperada, Seul diz que lançamentos de Pyongyang 'não parecem provocação'

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Manobras irritam Pyongyang (20)
    29150

    A administração do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, se absteve dos comentários de condenação quanto aos recentes lançamentos de mísseis por parte de Pyongyang.

    Um representante da Casa Azul, a residência oficial do chefe de Estado e do governo sul-coreanos, afirmou que as ações do vizinho "podem ser interpretadas como um sinal que a disponibilidade para o diálogo permanecerá depois dos exercícios conjuntos" dos militares americanos e sul-coreanos, comunica a agência Yonhap.

    "É evidente que a situação atual não tem nada a ver com ações deliberadamente provocadoras… Parece que a Coreia do Norte tenta não agudizar a situação. Tais provocações de pouca intensidade podem ser interpretadas como um sinal que a disponibilidade para o diálogo irá permanecer depois dos exercícios conjuntos", afirmou um representante da administração de Moon Jae-in.

    Na manhã do sábado (26), a Coreia do Norte efetuou lançamentos de mísseis, que Washington acredita serem três mísseis balísticos de curto alcance, enquanto Seul pensa que estas foram munições disparadas por um sistema de lançamento múltiplo de foguetes, provavelmente modernizado.

    O Ministério da Defesa japonês, por seu turno, não excluiu ambas as versões. De acordo com o governo japonês, o lançamento norte-coreano não representou uma ameaça para o país. Mais tarde, a própria Pyongyang comunicou que os exercícios tinham se realizado com o fim de celebrar o 57º aniversário da doutrina Songun, que prioriza o setor militar.

    A agência Yonhap assinalou que a administração do presidente sul-coreano se absteve de comentários duros em relação aos ensaios. Para os especialistas entrevistados pela mídia, isto significa que Seul conta com um diálogo entre as duas Coreias no futuro.

    Tema:
    Manobras irritam Pyongyang (20)

    Mais:

    Que objetivo tem a aviação russa sobrevoando a península da Coreia?
    'Caçando ianques': Coreia do Norte lança jogo que permite matar soldados dos EUA (FOTO)
    Coreia do Sul avança com plano para construir submarino nuclear
    Tags:
    mísseis balísticos, provocação, lançador de mísseis, Casa Azul, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik