19:21 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying

    China espera que EUA levem a sério as operações navais depois do incidente

    © AP Photo/ Ng Han Guan
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Incidente com o USS John McCain (12)
    8132

    De acordo com a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, o país espera que os EUA mostrem mais responsabilidade e uma atitude séria nas operações navais norte-americanas.

    A China espera que os EUA mostrem mais responsabilidade e uma atitude séria quanto às operações navais norte-americanas à luz das duas colisões fatais envolvendo destróiers dos EUA que aconteceram nos últimos meses, disse nesta quinta-feira (24) a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying.

    "Ultimamente, nós temos observado uma série de notícias veiculadas pela mídia, muitos estão seguindo atentamente as ações e operações dos EUA que potencialmente podem representar uma grave ameaça nas águas [em que as operações têm lugar]. Esperamos que os EUA tratem a sério desse assunto", disse Hua.

    Comentando a demissão recente do vice-almirante Joseph Aucoin, o comandante da Sétima Frota dos EUA, após vários incidentes mortais envolvendo os destróiers da frota, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China disse que "essa questão é uma preocupação exclusiva dos Estados Unidos".

    Nesta segunda-feira (21), o destróier USS John S. McCain colidiu com o navio mercante Alnic MC entre o estreito de Malaca e Singapura. A colisão deixou pelo menos cinco marinheiros feridos, um morto e nove desaparecidos. A Marinha dos EUA confirmou que as equipes de mergulhadores encontraram restos mortais dentro dos compartimentos alagados do navio.

    O USS John S. McCain é o segundo navio da Sétima Frota que durante este verão sofreu uma colisão com outro navio e é o quarto desde janeiro. Em junho, sete marinheiros morreram num outro acidente, quando o destróier norte-americano USS Fitzgerald bateu em um navio de carga ao largo da costa do Japão. Os dois navios de guerra pertenciam à Sétima Frota.

    Tema:
    Incidente com o USS John McCain (12)

    Mais:

    Especialista militar: a razão do acidente com John McCain seria a 'bagunça'
    Incidente envolvendo o destróier John McCain deixou inquietos os aliados dos EUA
    Mergulhadores encontram restos mortais dos marinheiros desaparecidos do USS John McCain
    Tags:
    incidente, colisão, preocupação, ameaça, Sétima Frota dos Estados Unidos, Ministério das Relações Exteriores da China, Marinha dos EUA, Hua Chunying, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik