10:48 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Manobras irritam Pyongyang (20)
    37199
    Nos siga no

    A Coreia do Norte terminou sua preparação para um ataque a Guam e vai realizá-lo se os EUA não se comportarem racionalmente, comunicou à Sputnik o encarregado de negócios interino da Coreia do Norte na Rússia Jin Jong Hyop.

    "Como sabem, a preparação para um ataque a Guam está terminada. Tudo vai depender do fato se os EUA vierem a se comportar racionalmente. Se eles não fizerem isso, passarão por mais uma vergonha perante todo o mundo na península coreana", declarou ele.

    A situação na península da Coreia se agravou bruscamente após uma troca de declarações fortes entre a Coreia do Norte e os EUA. A Coreia do Norte prometeu lançar mísseis balísticos contra Guam, onde estão situadas a base aérea Andersen e a base naval Apra Harbor.

    Donald Trump prometeu que, se Kim Jong-un fizer alguma coisa contra Guam, a Coreia do Norte "vai assistir a algo sem precedentes".

    O diplomata norte-coreano acrescentou que Pyongyang já tinha proposto uma moratória aos testes nucleares, mas em resposta a isso Washington escolheu iniciar os exercícios militares com Seul.

    "Não vamos colocar a questão dos mísseis e das armas nucleares sobre a mesa de negociações até que os EUA acabem com suas políticas provocatórias e com as ameaças nucleares contra o nosso país", concluiu ele.

    A declaração surge no meio dos exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul Ulchi Freedom Guardian (UFG). Pyongyang condenou os exercícios, a agência central norte-coreana KCNA acrescentou que os EUA são responsáveis pelas potenciais consequências do conflito por que escolheram o caminho da rivalidade militar com Pyongyang.

    Jin Jong Hyop acrescentou à Sputnik que a Coreia do Norte está acompanhando atentamente os exercícios conjuntos que se iniciaram ontem (21) e está pronta para realizar um ataque preventivo no caso de haver uma provocação.

    Tema:
    Manobras irritam Pyongyang (20)

    Mais:

    Imprensa: EUA se recusam a negociar com Coreia do Norte e podem optar pela guerra
    Coreia do Norte: armas nucleares não ameaçam outros países além dos EUA
    Tags:
    defesa, embaixada, opinião, mísseis, política, ataque, Guam, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar