09:10 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Militares sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e EUA, cidade portuária de Pohang, Coreia do Sul, 7 de março de 2016

    Coreia do Norte afirma que Seul e Washington deitam lenha no fogo com exercícios conjuntos

    © AFP 2017/ YONHAP
    Ásia e Oceania
    URL curta
    233322102

    A Coreia do Norte condenou os exercícios militares conjuntos dos EUA e Coreia do Sul que estão marcados para o final deste mês, sublinhado que estas ações apenas "deitam lenha no fogo".

    O jornal do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Rodong Sinmun, considerou o treinamento como "a expressão mais explícita de hostilidade" em relação ao Norte, e disse que "ninguém pode garantir que os exercícios não resultarão em um confronto real".

    "Os EUA erram como nunca se se deixam levar pela ideia de que uma guerra na península coreana ficaria à porta de alguém muito longe, do outro lado do Pacífico", resumiu a agência sul-coreana Yonhap o editorial do jornal.

    A Coreia do Sul e os EUA planejam realizar as manobras conjuntas Ulchi Freedom Guardian de 21 a 31 de agosto.

    Em meados deste mês, a Coreia do Norte ameaçou disparar seus mísseis contra a ilha americana de Guam, embora o líder norte-coreano, Kim Jong-um, tenha dado a entender mais tarde que o plano de ataque foi adiado à espera de que os EUA deem passos em direção à distensão na península da Coreia.

    Mais:

    Guerra de propaganda: Pyongyang continua ameaçando EUA com novos cartazes
    Estados Unidos apostam nos F-35 para combater Coreia do Norte
    Coreia do Norte pede que Brasil e América Latina não rompam relações como quer os EUA
    Tags:
    exercícios conjuntos, treinamento militar, EUA, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik