02:41 20 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Um bunker nuclear (foto de arquivo)

    Demanda por bunkers antinucleares aumenta bruscamente no Japão

    CC BY 2.0 / Scott Wylie / Nuclear Bunker
    Ásia e Oceania
    URL curta
    332

    Representante de empresa produtora de bunkers no Japão falou sobre abrigos subterrâneos que podem salvar as pessoas em caso de guerra nuclear.

    As declarações perturbadoras das autoridades norte-coreanas sobre o desenvolvimento do seu programa nuclear nacional, os lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais, os avisos duros dos EUA à Coreia do Norte e a falta de consenso sobre a reação a um hipotético conflito militar entre esses países resultaram em que os japoneses começaram adotando medidas para se protegerem a si mesmos e às suas famílias. O medo é tão grande que a demanda por bunkers subterrâneos aumentou várias vezes. As preocupações aumentaram depois de o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, ter declarado em abril que a Coreia do Norte pode equipar seus mísseis com gás tóxico sarin.

    Somando a isso o fato de, só em 2017, cerca de uma dúzia de mísseis norte-coreanos terem caído no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste), as preocupações dos japoneses se tornam claras.

    Foi a empresa Oribe Seiki Seisakusho, com sede na cidade de Kobe, que informou sobre o crescimento significativo das vendas de abrigos subterrâneos. A empresa produz bunkers desde 1962. O representante da empresa, Nobuko Oribe, confirmou em entrevista à Sputnik Japão que o aumento da demanda foi causado pelo medo dos japoneses perante a ameaça norte-coreana.

    Bunker antinuclear da empresa japonesa Oribe Seiki Seisakusho
    Bunker antinuclear da empresa japonesa Oribe Seiki Seisakusho
    Segundo Oribe, a sua empresa é a mais antiga do Japão. Ela foi fundada em 1905 e produzia vestuário europeu. Mais tarde, a empresa começou produzindo uniformes para os pilotos militares japoneses. Depois disso, produziu substâncias para descontaminação de frutos e legumes importados para o Japão dos países do Sudeste Asiático. Gradualmente, a empresa se tornou produtora de purificadores de ar, com tecnologia suíça. Desde 1962, na época da Guerra Fria a empesa se especializa na construção de bunkers nucleares subterrâneos.

    Em comparação com 2016, as vendas de bunkers aumentaram 26 vezes. Cada bunker é hermeticamente fechado e a família pode ficar ali por duas semanas. Quanto aos alimentos e água, os proprietários devem fazer as reservas necessárias. O bunker é equipado com purificadores de ar projetados na Suíça, que previnem a entrada não só de radiação, mas também de qualquer gás tóxico, incluindo o sarin. O preço de um bunker é de 18 a 25 milhões de ienes (entre $R 518 mil e $R 718 mil).

    De acordo com Oribe, a sua empresa não é a única no Japão, mas apenas a Oribe Seiki Seisakusho sabe como construir bunkers hermeticamente fechados e seguros porque tem grande experiência e usa purificadores de ar suíços. A porta do bunker da empresa Oribe pode resistir à explosão de uma bomba e não derrete com temperaturas até 1200 °C. A empresa também realiza atividades de esclarecimento sobre como se preparar e o que fazer em caso de uma catástrofe nuclear e de disseminação de radiação através da Associação Japonesa de Abrigos Nucleares, fundada pela Oribe Seiki Seisakusho.

    Ao mesmo tempo, Oribe sublinhou que a disponibilidade de bunkers no Japão é muito baixa: apenas 0,02% da população tem um abrigo nuclear.

    Mais:

    Brasil abstém-se de comentar pedido dos EUA de romper relações com Coreia do Norte
    Ucrânia encontra 'mão de Moscou' na publicação do artigo do NYT sobre Coreia do Norte
    Moscou: Península da Coreia está à beira de uma guerra que provocará um colapso mundial
    Tags:
    bunker, ameaça nuclear, guerra nuclear, armas nucleares, Coreia do Norte, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik