16:20 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados da Força de Autodefesa do Japão perto do sistema de defesa antimíssil Patriot, Tóquio, Japão

    Japão vai realizar exercícios militares à espera de ataque norte-coreano

    © AFP 2019 / YOSHIKAZU TSUNO
    Ásia e Oceania
    URL curta
    230
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (18), Tóquio efetuará exercícios em nove prefeituras com o fim de testar o seu sistema de alerta precoce em situações de emergência no caso de um ataque de mísseis norte-coreano contra a região de Guam.

    Vale destacar que os exercícios incluem a prefeitura de Hiroshima, que se tornou vítima de um ataque nuclear norte-americano em 1945, comunicou a emissora japonesa NHK.

    Os exercícios visam testar o funcionamento do sistema de alerta na sequência da Coreia do Norte ter oficialmente declarado que, caso sejam lançados, os mísseis Hwasong-12 sobrevoarão as prefeituras de Shimane, Hiroshima e Koichi.

    Consequentemente, os testes decorrerão nestas três prefeituras, além de Tottori, Okayama, Yamaguchi, Tokushima, Kagawa e Ehime. Deste modo, eles vão abranger toda a península de Shikoku e 5 prefeituras próximas da maior península japonesa, Honshu.

    Ademais, nesta quinta-feira (17) decorrerá uma reunião dos representantes de todas as prefeituras japonesas para coordenar melhor as ações no caso de uma emergência.

    A situação na península coreana se agudizou após uma troca de declarações ásperas entre a Pyongyang e Washington. A Coreia do Norte prometeu lançar mísseis contra a ilha de Guam, onde se encontram a base aérea americana de Andersen e a base naval de Pearl Harbor. O presidente Trump, por sua vez, afirmou que, se o líder norte-coreano Kim Jong-un "fizer alguma coisa contra Guam, à Coreia do Norte sucederá algo que o mundo nunca viu".

    Mais:

    Japão pede mais pressão e menos diálogo com a Coreia do Norte
    Japão: Coreia do Norte já pode ter tecnologia para construir ogivas nucleares menores
    Japão diz que vai derrubar mísseis norte-coreanos disparados contra Guam
    Tags:
    defesa aérea, Hwasong-12, Kim Jong-un, Coreia do Norte, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar