00:55 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldado de las FFAA de Japón (foto de archivo)

    Ameaças de Pyongyang colocam Japão em alerta

    © AFP 2018 / Toru Yamanaka
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1060

    Japão se deve manter em estado de alerta após divulgação de informação sobre a criação pela Coreia do Norte de uma ogiva nuclear miniaturizada e para instalá-la nos seus mísseis balísticos intercontinentais, declarou o ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera.

    Temos dados analíticos segundo quais os mísseis intercontinentais [norte-coreanos] podem alcançar o território dos EUA, e a Coreia do Norte avança no desenvolvimento de ogivas nucleares pequenas com as quais planeja equipar seus mísseis balísticos, cita a rede de TV japonesa NHK as palavras do ministro.

    Além disso, o ministro declarou que "a Coreia do Norte já possui [ogivas nucleares miniaturizadas] ou as vai obter".

    "Estamos numa etapa em que é necessário manter a atenção e vigilar com precisão" a evolução das tecnologias nucleares de Pyongyang.

    No ponto de vista do ministro, se trata de "uma nova ameaça" proveniente de Pyongyang.

    "Cooperando diretamente com os EUA, vamos nos esforçar para garantir a segurança do Japão", assegurou.

    Pyongyang realizou, desde o começo deste ano, 11 testes de mísseis balísticos, inclusive lançamentos de supostos mísseis intercontinentais capazes de alcançar a parte continental dos EUA.

    Em 2016, a Coreia do Norte havia levado a cabo mais de 20 lançamentos semelhantes, para além do quarto e quinto testes nucleares, não obstante as proibições do Conselho de Segurança da ONU.

    No sábado (6), o Conselho de Segurança da ONU aprovou a ampliação das sanções contra Pyongyang. De acordo com previsões dos Estados Unidos, que propuseram o projeto da resolução, se forem cumpridas por completo, as restrições permitirão reduzir em um terço o rendimento da Coreia do Norte, que totalizam atualmente cerca de três bilhões de dólares (R$ 9,4 bilhões).

    Mais:

    Pela 1ª vez na história do pós-guerra, Japão planeja desenvolver suas armas ofensivas
    Gravações mostram como míssil norte-coreano quase atingiu o Japão (VÍDEOS)
    Japão diz que não vai tolerar novas provocações da Coreia do Norte
    Japão amplia sanções contra Pyongyang, afetando também empresas chinesas
    Tags:
    mísseis balísticos intercontinentais, ogiva nuclear, tecnologia, avanço, alerta de combate, segurança, estabilidade, Ministério da Defesa do Japão, EUA, Pyongyang, Coreia do Sul, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik