17:00 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Lançamento de míssil balístico da Coreia do Norte

    Coreia do Norte promete retaliação 'física' a seus adversários

    © REUTERS/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    39164

    A Coreia do Norte prometeu recorrer a "ações físicas" em relação às novas sanções contra o país, impostas pelo Conselho de Segurança da ONU, segundo o comunicado do Comitê norte-coreano para a Paz no Círculo do Pacífico.

    Pyongyang qualificou a própria resolução como "ação de gangsteres, que tem por objetivo violar a soberania e o direito à existência e ao desenvolvimento da Coreia do Norte".

    "Eles devem entender que a Coreia do Norte tomará passos estratégicos inclementes, inclusive ações físicas, mobilizando todas as potências da nação", nota-se no comunicado, citado pela KCNA.

    No sábado (6), o Conselho de Segurança da ONU aprovou a ampliação das sanções contra Pyongyang. De acordo com previsões dos Estados Unidos, que propuseram o projeto da resolução, se forem cumpridas por completo, as restrições permitirão reduzir três vezes o rendimento da Coreia do Norte, que totalizam atualmente cerca de três bilhões de dólares (R$ 9,4 bilhões).

    Mais:

    Japão: Coreia do Norte já pode ter tecnologia para construir ogivas nucleares menores
    Pequim: China vai pagar o preço das sanções contra a Coreia do Norte
    Tags:
    hostilidade, ameaças, sanções, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik