00:50 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson e o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, agitam as mãos antes de suas conversações em Moscou, Rússia, quarta-feira, 12 de abril de 2017. As conversas de Tillerson em Moscou dependem da nova alavancagem dos EUA sobre a Síria.

    Lavrov explica a Tillerson a causa da resposta russa às sanções dos EUA

    © AP Photo/ Alexander Zemlianichenko
    Ásia e Oceania
    URL curta
    23131

    O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, levantou a questão da resposta da Rússia às sanções dos EUA na reunião em Manila e que Tillerson recebeu explicações.

    Lavrov assegurou também que está de acordo com Tillerson sobre a necessidade de reforçar o diálogo quanto aos mísseis de curto e médio alcance entre os dois países. Além disso, durante a reunião o ministro russo lembrou a seu homólogo sobre a necessidade de estabelecer uma cooperação sobre as questões de segurança cibernética.

    No que se refere à questão da resolução da ONU sobre a Coreia do Norte, o chanceler russo sublinhou que a resolução inclui um roteiro de resolução deste problema, elaborado pela Rússia.

    O ministro do Exterior da Rússia, Sergei Lavrov, falava durante uma coletiva depois do encontro com o secretário de Estado dos EUA.

    "Prestamos muita atenção para a situação na península Coreana, no contexto da recente resolução do Conselho da Segurança da ONU", disse Lavrov sobre os resultados do encontro.

    O Conselho de Segurança aprovou em 5 de agosto por unanimidade uma resolução que impõe novas sanções à Coreia do Norte. O documento proíbe as importações de carvão, ferro, minério de ferro, chumbo e frutos do mar desta nação asiática por parte dos países membros da ONU.

    Mais:

    Lavrov: Moscou apoiará Trump, se ele quiser normalizar as relações com a Rússia
    Lavrov: acusações de que a Rússia quer enfraquecer a União Europeia são 'absurdas'
    Tags:
    resolução, sanções, ONU, Rex Tillerson, Sergei Lavrov, Coreia do Norte, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik