11:28 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Jornais destacam o encontro do presidente dos EUA Donald Trump (à esquerda) e presidente da China Xi Jinping  (à direita)

    Vou xingar muito no Twitter: Trump reclama que China 'não faz nada pelos EUA'

    © AFP 2019 / NICOLAS ASFOURI
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1224

    O presidente dos EUA, Donald Trump, voltou a reclamar no Twitter sobre a inação chinesa quanto à Coreia do Norte afirmando que isso não poderia mais continuar.

    O presidente dos EUA sempre teve uma relação de amor e ódio com a China, acusando o país de manipular sua moeda durante a campanha (embora não como presidente) e reclamando de desequilíbrios comerciais.

    ​Estou muito desapontado com a China. Nossos tolos líderes do passado permitiram que eles fizessem centenas de bilhões de dólares por ano no comércio, ainda…

    ​… eles não fazem NADA para nós com a Coreia do Norte, só falam. Não permitiremos que isso continue. A China poderia facilmente resolver esse problema!

    No entanto, uma vez no cargo, Trump parecia querer agradar a força econômica asiática e depois de se encontrar com o presidente chinês Xi Jinping em abril em seu resort em Mar-a-Lago, declarou: "Nós fizemos um tremendo progresso em nosso relacionamento com a China. Estaremos fazendo muito progresso. A relação desenvolvida pelo presidente Xi e eu, eu acho que é excelente".

    As vendas de armas dos Estados Unidos para Taiwan, porém, estremeceram o relacionamento, assim como o problema da Coreia do Norte. A China continua a ser o único aliado significativo do republicano, que tentou de todas as formas exortar Pequim a controlar seu vizinho.

    Mas o programa de testes da Coreia do Norte continua inabalável, com grandes avanços aparentemente demonstrados em um teste de 4 de julho do que pode ser no míssil balístico intercontinental e um teste adicional sobre o que mais avaliam como o mesmo míssil na sexta-feira.

    A China, entretanto, disse que não é responsável pelas ações de Pyongyang e que países como os EUA e outros continuam a impor sanções unilaterais, está pressionando por diálogo e ação multilateral para resolver a crise em curso.

    ​O comércio entre a China e a Coreia do Norte cresceu quase 40% no primeiro trimestre. Tanto para a China trabalhando conosco — mas temos que tentar!

    No dia 8 de julho, após a Cúpula do G20 em Hamburgo, Trump disse que teve um encontro muito produtivo com Xi no comércio e na Coreia do Norte. Três dias depois, lá foi o presidente americano reclamar dos chineses no Twitter outra vez.

    Mais:

    China comenta 'mérito' de Trump em 'isolar a Rússia na ONU'
    China parece pronta a comprar tudo, mesmo mísseis, com marca de Ivanka Trump
    Trump: Coreia do Norte mostrou 'grande desrespeito' à China com novo teste de míssil
    Tags:
    Donald Trump, Xi Jinping, Mar-a-Lago, Estados Unidos, Pyongyang, Pequim, Coreia do Norte, Taiwan, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar