00:37 20 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, discursa na praça Krasinski, em Varsóvia

    Após testes norte-coreanos, Trump ameaça 'tomar todas as medidas' para proteger os EUA

    © AP Photo/ Evan Vucci
    Ásia e Oceania
    URL curta
    43712

    Washington "tomará todas as medidas necessárias para garantir a segurança da pátria e proteger nossos aliados na região", disse o presidente dos EUA, Donald Trump, em um comunicado nesta noite de sexta-feira.

    O presidente condenou o teste balístico mais recente de Pyongyang. O evento "é apenas a última ação imprudente e perigosa do regime norte-coreano", acrescentou o comunicado.

    "O lançamento de teste da Coreia do Norte de outro míssil balístico intercontinental — o segundo em menos de um mês — é apenas a última ação imprudente e perigosa", de acordo com a Casa Branca.

    O texto continua avaliando que Washington "rejeita a afirmação do regime de que esses testes — e essas armas — asseguram a segurança da Coreia do Norte. Na realidade, eles têm o efeito oposto".

    "Ao ameaçar o mundo, essas armas e testes ainda isolam a Coreia do Norte, enfraquecem sua economia e privam seu povo", acrescentou o gabinete de Trump.

    A Coreia do Sul e os EUA testaram um míssil balístico há algumas horas, em um show de força contra Pyongyang. O teste reforçou que os aliados "poderiam conduzir um ataque preciso à liderança inimiga", nas palavras dos próprios Chefes de Estado-Maior sul-coreano e estadunidense por meio de comunicado.

    O teste de mísseis balísticos da Coreia do Norte percorreu 1.000 quilômetros antes de cair no Mar do Japão (também conhecido como Mar do Leste).

    Tags:
    Casa Branca, Donald Trump, Mar do Leste, Mar do Japão, Washington, Pyongyang, Coreia do Sul, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik